O Rio de Deus – Devocional

Publicado: 02/02/2009 por Dário Estevão em Devocionais
Tags:,

Olá Personas,

Nunca é tarde para compartilhar com vocês um devocional a respeito do Rio de Deus. Quem foi no segundo culto da MP teve o prazer de ser ministrado pela mensagem do Pr. Antônio Márcio. Ele pregou na passagem bíblica de Ezequiel 47.

A mensagem do Laércio Coutinho fala a respeito do mesma passagem. Acompanhem:

A VERDADEIRA ADORAÇÃO (SUBMISSA) TRÁS O RIO DE DEUS

Esse texto de Ezequiel fala do Rio de Deus, o Rio purificador, que flui do trono de Deus, e por onde passa, tudo se transforma. O primeiro verso fala que o Rio flui da Casa de Deus, do templo, e o templo nada mais é que o local de adoração. Quando adoramos ao Senhor, nós construímos no templo, que somos nós, um trono de adoração ao Senhor, e é desse trono construído que flui o Rio de Deus. Isso é maravilhoso! Não existe outro lugar por onde o Rio possa fluir, a não ser do próprio trono de Deus, e esse trono é construído com a nossa adoração, não há Rio de Deus onde não há adoração. Quando adoramos ao Senhor, uma adoração verdadeira, o trono de Deus é construído, e desse trono flui o Rio.

Não existe o termo “adoração falsa”, pois o próprio termo “adoração” já trás em si uma significação de algo verdadeiro, mas se eu posso falar em uma “adoração falsa”, eu posso afirmar que é aquela manifestação que não libera o Rio de Deus. Existe muita “adoração seca” por ai, de gente que faz por fazer, uns por obrigação, outros pra serem vistos, mas não são todos que fazem realmente para adorar ao Senhor. A adoração falsa não libera o Rio de Deus, pode liberar emoções, ou mesmo bons “resultados estéticos”, e muitos elogios. O que faz diferença na adoração ungida, é justamente o liberar do rio que transforma.

São muitos hoje os estudos sobre adoração, são muitos os significados para o termo, eu mesmo já vi muitas definições, mas se nós formos na origem do termo “adoração”, nós veremos que vem do grego “Proskuneo”, que significa “reverenciar, render-se, prostrar-se”, ou seja, adorar é ter uma atitude de entrega à vontade de Deus, que é o alvo da nossa adoração. A adoração verdadeira é aquela que se submete a vontade do Senhor, ou seja, não é necessário apenas que você se entregue intensamente nos “momentos de adoração”, mas você precisa estar submisso à autoridade divina, submisso às autoridades que Deus instituiu sobre você. Não existe como construir um trono e liberar o rio de Deus, tendo uma atitude rebelde diante dEle, e diante daquilo que Ele determinou pra sua vida. A submissão a Deus, é a chave da adoração verdadeira.

Anúncios

Páginas 1 2 3 4 5

comentários
  1. Rivaldo disse:

    Gostaria de receber o singificado real do termo adoração (etimologia da palavra)

  2. Esta ministração é um grande incentivo, para não deixarmos que o rio de Deus pare de fluir através de nós. gostei imenso, Deus abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s