Dez Coisas que Amo em Você, Igreja

Publicado: 05/11/2009 por Dário Estevão em Devocionais
Tags:, , ,

dezcoisas

Olá Personas,

Para aqueles que sempre acham que não publicamos nada de bom a respeito da igreja, eis o artigo “Dez Coisas que Amo em Você, Igreja” do Manoel dC.

Na semana passada publicamos o artigo “10 Coisas que Odeio em Você, Igreja” e deu bastante discussão. Foram mais de 50 comentários em menos de 3 dias.

O que mais se viu foi a confusão entre igreja institucional (física) e a igreja espiritual (nós). Vou logo esclarecendo que o primeiro artigo se referiu a igreja física e este se refere a igreja espiritual.

A maioria, após ler todo o artigo, vai dizer que este texto é uma UTOPIA ou  que o Manoel dC deveria ter escrito a respeito da igreja física. Muitos vão dizer que realmente está difícil encontrar 10 motivos de amar a igreja física ou outras coisas parecidas.

Pergunto a todos vocês: A igreja institucional (física) vai mal porque a igreja espiritual está igualmente mal ou não tem nada a ver?

Leiam o texto e depois comentem:

NOTA: Quando me refiro à igreja na lista abaixo, estou pensando na igreja orgânica, invisível aos olhos humanos, aquela que só Deus conhece como Seu único e exclusivo remanescente fiel, a noiva de Cristo, composta dos filhos e súditos do Reino. É essa igreja que amo e sou membro.

Que mais amo em ti?

1. AMO TUA VOCAÇÃO PROFÉTICA. Quando exerces teu papel profético de denunciar o mal e delatar a injustiça e quando desmascaras corajosamente o rosto imundo da corrupção e serves tu mesma de espelho, para o mundo ver Jesus refletido em teu semblante.

2. AMO TUA CORAGEM DESTEMIDA. Quando desfazes os altares da vaidade, desbancas os postes ídolos do abuso de poder, detonas os totens dos falsos profetas e pastores fingidos, esses que amam a popularidade, a fama e o dinheiro e arrastam milhares de incautos à decepção e à tristeza irreversíveis, até que tu venhas e a ser alento e ponto de apoio para voltarem a caminhar, Para depois correrem livres e voarem em direção a uma vida pujante de alegria e liberdade em Cristo, nunca dantes experimentada.

3. AMO TEU AMOR DESMEDIDO. Quando te identificas com as pessoas às quais tu proclamas a verdade do Evangelho, amando-as incondicionalmente, vendo sempre o bem no outro, e incluindo-o como teu semelhante e irmão de caminhada. Se acontecer algum processo de seleção no final, cabe a Deus fazê-lo, como prerrogativa exclusiva Dele.

4. AMO TEU TESTEMUNHO IMPOLUTO. Quando, em alguns pontos luminosos de tua história, e ainda hoje se vê rasgos nítidos de tua original missão de servir de ponte de retorno entre o mundo perdido e o seio do Pai, de ser farol de referência, lucidez e honradez aos que estão à deriva na correnteza do mar da corrupção, e ser rocha firme aos que afundam na areia movediça das certezas relativizadas.

5. AMO TUA HUMILDADE, À SEMELHANÇA DE TEU MESTRE. quando te conscientizas que teu lugar é servir no vale escuro da dor e da rejeição e não no topo do mundo, debaixo dos holofotes e flashes da fácil aceitação.

6. AMO QUANDO TE MOSTRAS MADURA EM TUA PROPOSTA DE SANTIDADE. Quando descobres que o caminho da maturidade rumo à santidade é o da experiência do andar vivencial com Jesus, e não a freqüência compulsória a um culto, e a liberdade consciente como a melhor forma de amadurecimento em direção ao céu.

7. AMO TUA ESTRATÉGIA INTELIGENTE DE CONQUISTAR O MUNDO. Quando adotas a teologia encarnacional da identificação participativa e te imiscuis no meio do mundo de forma sutil, subversiva, sem alarde e autopromoção, e através de recursos didáticos criativos se utilizando da cultura e das artes, consegues mudar os rumos da história.

8. AMO TUA OBJETIVIDADE FULMINANTE. Quando não fazes “cavalo de batalha” com coisas inúteis e irrelevantes para a vida como defender doutrinas humanas, dogmas e tradições de usos e costumes, e por outro lado, enfatizas o que é essencial para a vida aqui e o porvir, como incorporar o Evangelho Simples, amar a Jesus, vivenciar o amor entre os irmãos, reunir com os amigos para conversar, assistir o necessitado, abrigar o sem casa, dar alimento ao faminto e prover uma base sólida de educação aos que não teria nenhum futuro consistente e a chance de poder sobreviver nessa sociedade de lobos vorazes que dilaceram o ânimo dos fracos e despedaçam a esperança dos pequeninos. Mas aguarde com paciência o terrível julgamento que recaíra sobre toda a alcatéia desses predadores insaciávais, por tocarem nesses amados pequeninos do Senhor…

9. AMO TEU SENSO AGUÇADO DE JUSTIÇA E MISERICÓRIDIA. Quando usas sabiamente a disciplina bíblica como elemento de cura e inclusão dos que entre ti fraquejam e tropeçam, levando-os invariavelmente ao retorno feliz, e curados, se levantam para ser referencial de vida a tantos outros que caem e tropeçam na caminhada.

10. AMO TUA MISSÃO BASEADA NA COMUNHÃO VIVENCIAL COM O MUNDO. Quando compreendes claramente que o “ide” não é um imperativo, mas “indo”, um gerúndio de convivência relacional no dia-a-dia, dando idéia de “enquanto vão, preguem”. Isso envolve a necessidade da saída do reduto quentinho e confortável do templo para a convivência despretensiosa lá fora, e sem segundas intenções, encontrar as pessoas em seus habitats, áreas de convivência, trabalho e lazer, e se tornando uma delas, fazer o Evangelho conhecido pelo servir sem nenhuma pretenção, a não ser aquela de gerar grandes amizades com os que compartilham conosco a mesma jornada de vida. Tal qual Jesus faria…

QUANDO AGES ASSIM, VIVES O QUE É SER IGREJA NO MUNDO E ENTENDES QUE SER IGREJA É MUITO MAIS DO QUE VEMOS POR AÍ… APESAR DE SER IMPRESSIONANTE O NÚMERO DOS QUE SE JACTAM PERTENCEREM AS TUAS FILEIRAS.

Fonte: Manoel dC

Blessing
Dário

Anúncios
comentários
  1. Duarte Henrique disse:

    Fala Galera, Tudo bem? Espero que sim.

    Bom, minha conclusão é que o autor dos textos não vê nada de bom na igreja institucional, pois agora que vai falar coisas boas, se refere a igreja “espiritual”. Se ele criticou a igreja institucional, penso eu, deveria ter buscado falar bem dela agora. Tudo bem, respeito a opinião dele, mas não concordo muito, afinal ainda existem algumas denominações sérias por aí, as “tradicionais” eu diria. As pentecostais e “neo” tem deixado muito a desejar. Por fim, as qualidades listadas acima são características do cristão verdadeiro, e não de um grupo, supostamente chamado de igreja. Esse “grupo” na verdade não existe, o que existe somos nós, mas tomados individualmente, por mais que seja difícil de entender isso… é o Solipsismo…

    Abraços galera!

    • Duarte,

      Eu acho que o autor não escreveu sobre a igreja institucional porque não quis. Se quisesse ia fazer uma UTOPIA também… Ia ser uma igreja Frankenstein, com o que há de melhor em cada denominação.

      Vamos ver o que a galera acha.

      Que tal apresentarmos 10 projetos/trabalhos/coisas que realmente amamos na igreja?

      Quem começa?

      • Duarte Henrique disse:

        Veja bem Dário,

        Ainda existem alguns aspectos que, de um modo geral, ainda estão presentes na maioria da comunidades cristãs tradicionais e até mesmos nas pentecostais mais sérias, e que poderiam ser destacados:

        1 – Comunhão entre os membros
        2 – Educação, mesmo no sentido secular, veja as escolas batistas, adventistas e presbiterianas, por exemplo.
        3 – Assistência Social, ainda que mínima, a maioria das comunidades cristãs ainda fazem.
        4 – O lado musical de quem frequenta as comunidas cristãs é mais desenvolvido do que o de quem não frequenta…

        e ainda haveriam outras que poderiam ser citadas.

        diz uma aí, você consegue!

        Abraços.

      • Grande Duarte,

        Essas que você levantou são muito boas:

        1-Comunhão
        2-Educação Secular, com princípios cristãos
        3-Assistência Social
        4-Escola de Música (instrumentistas, maestros, cantores)

        Cito mais algumas:
        5-Exemplo de cidadania, democracia, transparência e honestidade.
        6-Lugar onde não existe excluídos (mendingos, bêbados, viúvas, velhos e crianças fazem parte da mesma família)

        Eu queria falar um pouco sobre a assistência social que você citou. Estamos deixando muito a desejar.

        Eu acho que cada departamento da igreja poderia contribuir de alguma forma, utilizando o dom que Deus deu para a sociedade. Tem forma melhor de evangelizar?

        Tempos atrás eu publiquei uma série de reportagem do Jornal Nacional que mostrava o lado social da igreja institucional:

        https://mpvida.wordpress.com/tag/series-de-reportagens/

        Vamos lá pessoal.

        Ajudem a completar a lista.

  2. Karol disse:

    Uauuu…

    difícil completar a lista!!

    Não sei se chegaremos a 10 projetos…

    mas só os que vcs citaram já basta para eu amar a igreja!!!

  3. Rômulo de Barros disse:

    O MOTIVO 3 é muito bonito… Fora o “rigor do vernáculo”, achei muito legal a iniciativa do Irmão Mané – são DEZ COISAS interessantíssimas.

    Eu sinceramente consigo transcender o objetivo do texto e imaginar muitos pontos desses na igreja institucional. Afinal, apesar de muitos problemas, a igreja ainda tem essência, não é uma dissolução completa.

    Não vou falar de conceitos para completar a lista, mas, tomando hoje, eu quero dizer que é incrível a sensação ao:

    – acordar domingo de manhã e saber que logo estarei na igreja aprendendo coisas maravilhosas;

    – chegar no domingo a noite ouvindo um som orquestral avisando que cantarei louvores a Deus;

    – ver uma pessoa sair do seu banco e ir lá na frente chorando, ao aceitar a Jesus;

    – olhar em volta, no louvor, e ver tantas pessoas com as mãos levantadas, abstraídas do mundo e concentradas na graça divina;

    – ouvir a história de alguém, dizendo quão feliz é por ter encontrado a Deus.

    Isso não tem preço, isso não tem par…

    Abraços.

  4. Fabrício disse:

    amanha tem futebol nao???????

  5. Roberto disse:

    7 – A igreja ainda é um lugar de alento.
    8 – A igreja ainda fala profeticamente contra o que é moralmente ofensivo; não se pode calar a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s