MP Music ♫♪♫♪ – Rodolfo Abrantes

Publicado: 23/11/2009 por Karol em Músicas, Multimídia, Notícias, Vídeos
Tags:, , , , , , ,

Olá Galera… belezinha???

Aqui o que não falta é polêmica… Haja coisa para discussão: é roupa, é cabelo, é sapato, é céu, é inferno… Tudo que aparece a gente comenta e as vezes até estrapola!! Mas somos amigos e tudo dá certo no final, mesmo quando não chegamos a uma conclusão… O importante é debater.

No mundo da música não é esse mar de rosas também né!? Tem gente que acha que alguns gêneros não louvam a Deus! Mas se pensarmos por um lado, as músicas são feitas para Deus e não para nós… Além do gênero o que chama a nossa atenção e daí já discriminamos, é a imagem que o cantor apresenta. Então temos que aprender a ouvir o que gostamos e aceitar as diferenças!!

Mas como uma jornalista (aproveitando que não precisa mais de certificado :)  Rejanaaa tô chegando pra concorrer as vagas!!) não posso postar só os estilos que eu gosto (apesar que gosto de vários menos sabor de mel gêneros) e querendo ou não vai ter várias influências minhas aqui ou não… E pra gerar mais polêmica, o nosso cantor de hoje é bem conhecido por aí, ele cantava músicas seculares até um dia que se converteu!

Rodolfo abrantes, conhecido também como Rodox ex-vocalista do Raimundos, se diferencia dos cantores cristãos por suas tatuagens, brincos e sua música que apesar de influenciada pelo rock nem é tão pesada assim!! E não poderia falar da sua música sem citar o seu testemunho, vale a pena ler…

No ano de 2000, eu estava cheio do que o mundo diz que é o auge, que é tesouro, que é beleza, fama, dinheiro, e tudo isso que o mundo pode oferecer para uma pessoa, e as pessoas se matam por isso. Eu estava cheio de tudo isso, mas por dentro eu estava na maior miséria que eu já enfrentei na vida.

Eu viajei com meu irmão pra a praia da Pipa para passar um revellion junto com ele e naquele mês que eu passei com ele eu só sabia falar cinco frases que eram: ‘vamo fuma’, ‘vamo come’, ‘vamo chapá’, ‘vamo surfá’ e ‘vo não’. Porque quando ele me chamava para fazer uma coisa diferente dessa eu dizia ‘vo não’.

Em um mês eu falei apenas cinco frases com meu irmão, de tão drogado que eu era, de tão infeliz, de tão sem assunto, de tão vazio, porque ninguém dá o que não tem. Como é que eu ia falar alguma coisa, eu não tinha nada!

Eu era seco, vazio, um nada , um boneco, corpo presente ali. Em qualquer lugar que eu estivesse, minha cabeça estava em marte. Eu não sabia nem onde é que estava. Tem cidades que eu fui que eu nem sabia que tinha ido. Lesado, completamente drogado. Estragado. Usava droga desde os treze anos de idade.

Mas Deus viu a minha situação e sabia que dali em diante eu não conseguia carregar nada sozinho. Eu estava morrendo, e com os sintomas de um monte de doenças no meu corpo.

Por ser filho de médicos (mãe pediatra e pai ginecologista e obstetra) conheço um pouco de doença, então sabia que o que tinha no meu corpo era algo muito sério.

Comecei a emagrecer de uma hora para outra, e tinha uma dor no estômago que me corroía todos os dias.

Começou a aparecer um monte de caroços debaixo do braço que doíam muito, cheguei a contar nove caroços debaixo do braço, fora os da virilha que eram enormes, doíam demais.

Eu tinha que tomar dois antiinflamatórios por dia para poder fechar os braços. Eu estava em um estado terrível porque sabia que ia morrer. Ter saúde é uma bênção.

Estava nesse estado, sozinho, morando em São Paulo, com uma vida louca, trezentas namoradas por aí, espalhadas, drogas a valer, balada todos os dias, fãs de montão, disco de platina, dinheiro na conta, agenda lotada de show e completamente infeliz.

Aí tinha a Alexandra, que é minha esposa, que ‘estava passando, vindo do campo’. Eu a conheci em 1994, e fui reencontrá-la no ano de 2000.

Deus nos colocou juntos de uma forma milagrosa pois havia seis anos que tínhamos nos conhecido e pelo menos uns três que não nos víamos e eu me reencontrei com ela e nós não nos desgrudamos mais. Trouxe-a para São Paulo, para morar comigo.

Ela estava mais drogada do que eu. As drogas que ela consumia eram muito mais fortes dos que as que eu usava. Mas acontece que a Alexandra tinha uma coisa dentro dela que eu não tinha, uma coisa que vale mais do que o mundo inteiro.

Ela tinha uma semente que se chama Palavra de Deus dentro do coração dela, porque aos quinze anos, quando ela me conheceu, ela conheceu a Jesus também.

Só que naquela época ela não seguiu nem a mim e nem a Jesus. Mas era o suficiente para saber que Jesus era o auxílio na hora da dificuldade. Toda vez que a coisa ficava preta, ela corria para dentro da igreja.

Essa era a mulher que Deus colocou ao meu lado, uma mulher torta. Muita gente podia dizer que essa mulher era pior do que eu. Mas Deus não faz acepção de pessoas e Deus escolhe quem quer.

Não interessa se você é o Presidente da República ou se você é gari. Um homem torto, com uma mulher torta. E começamos a brigar e a nos agredir.

A nossa vida virou um reflexo de tudo o que nós fazíamos: um casal drogado, vivendo em pecado, na mentira, porque os pais dela nem sabiam que ela morava comigo.

Lá na casa dos pais dela podiam falar cão, mas não podia falar Rodolfo. Hoje minha sogra é uma bênção e trabalha conosco lá na igreja.

O cenário para o diabo operar estava completo. Mas Deus, que é o todo poderoso, começou a mexer as coisas também.

E a Alexandra começou a buscar a JESUS e a se encher.
E dizer: Se tu me deres o Rodolfo, eu nunca mais te largo.

E o fogo começou a aumentar e os capetas tentando apagar através de mim, que era um saco de demônio, mas Deus estava ali protegendo a brazinha dela e o foguinho foi pegando e pegou num ponto que consumiu o Rodolfo no coração dela, ao ponto dela dizer: Senhor, com Rodolfo ou sem Rodolfo eu nunca mais te largo!

Já não era eu mais em primeiro lugar, era Jesus aí estava do jeito que Deus gosta. Deus estava em primeiro lugar, aí Deus começou a transbordar na vida dela.

Ela convidou umas irmãs para fazer uma campanha de oração dentro de casa, porque essas irmãs também foram Cirineu, para ajudar a Alexandra a carregar a cruz dela, não pense que ela conseguiu sozinha.

Elas começaram uma campanha de sete segundas-feiras lá em casa. Eu fugi das três primeiras, na quarta, Deus me pegou, não teve jeito.

Eu não queria saber de crente e achava que era a pior raça, que crente só servia para tirar dinheiro. ‘Eu sou doido, mas crente é ainda mais doido, não presta’.

Eu aceitei Jesus naquele dia, sabe porquê? Porque Deus dominou o lugar, Deus dominou o lugar completamente, eu não sabia isso na hora, claro. Hoje eu sei.

Aquelas irmãs chegaram com simplicidade. Eu que nunca tinha visto um culto evangélico na minha vida, o primeiro era um culto ultra, mega, super pentecostal ao extremo dentro de casa, dentro da sala em que eu fumava maconha.

Era irmã correndo, dentro do banheiro todo enfumaçado em que eu tinha acabado de fumar, estava lá a irmã orando na latinha, numa latona de maconha que eu tinha a irmã orava na latinha e era irmã pra tudo quanto é lado.

E eu perguntava: Deus que negócio é esse? Sabe o que aconteceu? Deus tomou conta do lugar, Deus tomou conta.

Era a presença de Deus enchendo aquilo ali. Glória a Deus! Aceitei Jesus naquela tarde, meio sem saber o que estava fazendo. Não sei porque eu aceitei Jesus.

Acho que foi para elas irem embora. Mas eu aceitei Jesus e Ele entrou e não teve mais como escapar, Ele entrou.

E quando Ele entrou, começou a trabalhar, e começou a mexer as coisas. Passou uma semana, e o Rodolfão estava lá no segundo culto da vida dele, dentro de casa, porque eu era tão doido que eu nunca ia pisar numa igreja, e aí Deus é tão misericordioso que Ele enfiou uma igreja prontinha dentro de casa.

Nessa segunda semana, Deus se revelou para mim dessa maneira a irmã começou a orar sem eu pedir nada.

Ela começou a orar e abaixou a mão até a minha barriga e me disse que Jesus estava me curando de um câncer para você saber que Ele é Deus, que Ele te ama e que Ele tem uma grande obra para fazer na sua vida. Ela falou que era um câncer de estômago.

Meu avô morreu de câncer, dois tios meus morreram de câncer no estômago, duas tias minha tiveram que arrancar os seios porque tiveram câncer; era uma maldição que se alastrava na minha família.

Graças a Deus Jesus Cristo cortou quando chegou em mim.

Naquela tarde a minha dor de estômago desapareceu, e todos os caroços que eu tinha desapareceram. Passei a engordar, cheguei a engordar uns 18 quilos, não e uma hora para outra, fui ficando saudável e engordando, feliz, Jesus foi entrando em minha vida.

Fui curado, passei a viver apaixonadamente por Jesus e aquelas irmãs viraram Cirineus em minha vida. Começaram a me ajudar, com muito amor.

Fomos caminhando. Fui expelido daquela banda como um dente que cariou e que tem que ser arrancado. Deus me tirou de lá.

Graças a Deus, no momento certo. Levei muitas pedradas por causa disso, levo até hoje. Deus tem um treinamento intensivo com quem se coloca à disposição.

Você quer servir a Cristo? Então te prepara irmão!
É um privilégio maravilhoso sofrer por Jesus Cristo.

Naquele momento os pais da Alexandra que estavam desviados, começaram a ver a obra, a ver que agente não se drogava mais, que estávamos noivos, depois nos casamos rapidinho.

Em meu primeiro testemunho, subi no púlpito e comecei a chorar. Eu só sabia dizer: fui curado e não uso mais droga, não conseguia falar nada, só chorava.

Eu não entendia mais nada e pensava: pra falar palavrão no microfone eu falo tão bem, porque que pra falar das coisas de Deus eu não consigo?
É porque até você se acostumar com o fogo do altar leva tempo! É o fogo queimando as impurezas ainda.

Quer ter vitória, anda no caminho do Senhor, obedece.
Hoje eu não bebo não é porque eu não posso, é porque eu não quero.

Eu quero ter comunhão com o meu Pai. Isso vai atrapalhar minha comunhão, então fora! Atitude inteligente é você andar por um caminho que te leva pra vida e não em um caminho que te leva pro buraco!

Vai pra vida e você vai ver que você é feliz sem uma gota de álcool! Sem um cigarro, sem uma droga, você vai ver que é feliz! Sem nada dessas porcarias, você vai ver que é feliz sem nenhuma dessas porcarias! Presença de Deus. Isso satisfaz o ser humano.”

A música é Contigo a Mesa do último CD lançado. Então… Dá o play e viva as diferenças \o/

Rodolfo nasceu em Brasília, era apaixonado por rock, seguindo a linha que os maiores rockeiros nasceram na capital do nosso Brasil. Em 1987 ainda adolescente, forma sua primeira banda Raimundos e começar a tocar em bares. Com a gravação de uma fita demo começa a decolagem para o sucesso!! Foram apenas 8 anos de carreira após a fama e 6 discos gravados.

Em 2000 se converte ao Cristianismo, deixando a fama e o sucesso de lado no auge de sua carreira, sendo taxado como louco e burro.

Em 2002 se apresenta no meio gospel com a banda Rodox, que grava dois discos durando até 2004. Com o fim da sua banda, Rodolfo decide seguir carreira solo e grava mais 2 cds. Atualmente ele ministra cultos na Igreja Bola de Neve Churc além de ser missionário.

Discografia:

Estreito – 2002

Rodox – 2003

Santidade ao Senhor – 2006

Enquanto é dia – 2007.

Myspace:http://www.myspace.com/rodolfoabrantes

Fonte: http://www.baladagospel.com/testemunhos/testemunho_24.htm

Espero que tenham gostado…  Não deixe de cantar, comentar e seguir a canção!!!

Fiquem com Deus…

Abraços,

Karol.

Anúncios
comentários
  1. Isabel disse:

    Um testemunho lindo de transformação.
    Nós podíamos trazê-lo a um acamp. Fica a idéia pros chefes.
    Eu já o Rodolfo e sua esposa dando o testemunho deles. Foi muito lindo.

  2. Rômulo de Barros disse:

    Karol, arranje as músicas pra gente!

  3. E ae Karol,

    Tomou gosto e jeito pelo MP Music… O novo sucesso do MP Vida… Você está escrevendo melhor do que muito repórter por aí… Parabéns.

    Pois bem… Já ouvi vários testemunhos do Rodolfo… O cara mudou da água para o vinho.

    Esse jeitão dele é legal para desmistificarmos o padrão de santidade.

    Valeus

    • Karol disse:

      kkkkkk…

      É chefe gosto muito de música aí fica fácil escrever…e vou roubar o emprego da Rejana!!!

      Dário se vc nunca ouviu as músicas dele é melhor que muitos cantores que fazem tanto sucesso na igreja que vc ler as letras e não passa nada, detalhe que ele escreveu algumas músicas mesmo tendo tão pouco de convertido e vindo de um passado de drogas e dinheiro fácil…

      Tirando algumas (poucas) músicas que são rock mais pesado o estilo dele é de adoração…

      Eu gostooo e muitoo!!

  4. Duarte Henrique disse:

    Fala aí Karolzinha,

    Mas uma boa indicação de música! E mais, o Rodolfo realmente parece ter se convertido de verdade. Não fez como alguns, que por estarem esquecidos ou decadentes no meio secular, vem para igreja só para manter seu status. Muito bom o exemplo dele, que aliás, abandonou os Raimundos em plena fama.

    Que Deus continue conosco!

  5. Thayse Portela disse:

    Amiga…

    qndo vc for me passar o CD da Jó42, aproveita e manda algumas musicas dele tbm!
    ;D

    Bjuh.

    • Thayse Portela disse:

      Ah, quero fazer uma sugestão… a primeira.
      Conhece a cantora Damares, amiga:
      brincando… rs.

      Natalie Grant. (conhece essa aí, Darin: rs) Gosto de algumas musicas + n sei qse nada a respeito dela.

      E vamo colocar umas cantorAs aki tbm né, minha irmã:
      A machaiada tah demais por aqui.. (olha eu jah querendo começar outra polemica. haha)

      (L)

      \o

      • Karol disse:

        Amigaaa…

        Ainda não coloquei Damares, pq não tem um clip!!
        kkkkkkkkk

        zueiiii…

        Já ouvir Natalie Grant sim!!
        Pode deixar que vou postar umas cantoras tbm!!

        o/

    • Karol disse:

      Eu jurooo que um dia te entrego o cd!!!

      kkkkk

      beijoo

  6. Detalhe aí pessoal:

    O banner do MP Vida tá cada vez melhor hein?

    Você que tá fazendo Karol?

    Parabéns hein!!!

  7. Rômulo de Barros disse:

    Quero ver nomes tradicionais aqui tb:

    – João Alexandre;

    – Guilherme Kerr;

    – Sérgio Pimenta;

    – Adhemar de Campos;

    – Oséias de Paula;

    – Álvaro Tito, etc.

    Karolzinha, manda de vez em quando um “MP Music Clássicos”!

  8. Karol disse:

    Tá bom… tô muitooo sem tempo!!
    Fim de semestre é uma correria…

    Rômulo vc me fala de clássicos!?
    Vc tá falando sério nos nomes que vc citou ai!?
    Tipo eu só OUVIR falar de um…
    o resto nunca nem vi!!!
    kkkkkkkk

    Prometo que um dia tudo melhora e eu faço 2 post por semana, para poder conseguir colocar tudo aqui!!!

    obrigada pelas indicações!!!

  9. Rômulo de Barros disse:

    Qual é galera? Vcs se esquecem de onde viemos? Essa turma aí é que faz música de verdade, hehehe! Esqueci do pioneiro:

    ASAPH BORBA!

    hihihihi

  10. Thati Tavares disse:

    Eu voto no Álvaro Tito, e realmente a galera antiga merece reconhecimento, ahh sugestão tbm David Crowder, pensa num cara louco!!!

    E gostei muito desse post, Karol gostei de ver, é tão bom ler coisas que edificam e fazem a gente seguir em frente, e aí fica mais uma questão, como vcs mesmo disseram, tem tanta gente no meio “gospel” com músicas sem sentido, e vc vê alguem que já fez fama pra caramba e hj está fazendo seu trabalho sem precisar do reconhecimento, aí vc percebe quando a transformação vai em tdas a áreas, inclusive na ideologia. Como o Duarte falou, tem tanta gente que era “famoso” no mundo e hj aproveita esse título pra fazer fama na igreja.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s