Político Corrupto – Pleonasmo

Publicado: 01/12/2009 por Dário Estevão em Devocionais, Notícias
Tags:, , , , , ,

Olá Personas,

Dê o primeiro exemplo de pleonasmo que surgir em sua mente: Com certeza não foi “Subir pra Cima” e “Descer pra baixo”.  Nem mesmo a frase “O cadáver de um defunto morto que já faleceu”, do grande filósofo-personagem “Chaves”, é tão completa para exemplificar a figura de linguagem como  “Político Corrupto”.

(Des)-Governador; de-putados; secre(o)tários; dinheiro na meia, na cueca, panetone, pseudos-pastores políticos e oração da corrupção. Essas são as palavras e notícias mais vistas de sexta-feira (27/11/2009) para cá.

Quem passou por nosso blog esta semana perguntou: Será que ninguém vai levantar um debate sobre o que está acontecendo?

Pois bem pessoal. Acho que não precisamos nem redigir um texto mirabolante para que o pessoal coloque a boca no trombone.

Sobre qual tema vocês querem discutir?

– Igreja x Política: Onde vai chegar?
– O agir de Deus na Corrupção: Unção Corrupta
– Eleitores inocentes do DF: Aqui só entra corrupto
– Membros das Igrejas: Massa de Manobra
– Pastores Políticos: Como conciliar?
– Evangélicos influenciados pela política ou o contrário?
– Como fazer parte da política sem sujar as mãos?
– Benefícios de um político cristão para os cristão
– Como reconhecer um político corrupto?

Pelo jeito tá mais fácil ver/encontrar a lista abaixo do que um político honesto:

– Manual de Fusca
– Enterro de Anão
– Roberto Carlos de Bermuda
– Filho de mulher de meretriz chamado Júnior
– Lombardi
– Cabeça de Bacalhau
– Palestino virar Judeu
Outros

Estava em marte e não acompanhou o assunto? Clique aqui e entenda a operação Caixa de Panetone… Ops, perdoem… Caixa de Pantufa… Quero dizer: Caixa de Pandora.

Com a palavra: Você. Conte-me uma novidade!

Fiquem a vontade para soltar o verbo.

Blessing
Dário

Anúncios
comentários
  1. Eu heim….!!!!

    A cada dia que passa o esquema dos “homi” fica mais natural, com direito até a oração…

    A que nível chegou a coisa…. É coisa do tipo: “[…] Deus abençoe a vida do fulano, que é um instrumento de benção em nossas vidas […].” (mais ou menos assim…)

    Agora a RAPOZONA (Roriz) tá soltando fogos (fato real heim….)…

    “O povo tem o governo que merece…” (autor desconhecido)

    Quanto a participação de pseudo-pastores, reitero o que um de nossos pastores nos disse na escola dominical: “Não diga que você representa a igreja, mas diga que representa tão somente a mim, como cidadão, e, quando eu votar em você…”

    É tempo de se separar as coisas e não dar vazão às ganâncias do bicho-homem…

    Abraço e vms nessa!!!

    Não gosto de panetone….

    • Joabson,

      Eu pedi uma novidade heheheheeheh O que você me disse eu já sabia… hehehe brincadeira meu amigo… Colocaram a raposa para tomar conta do galinheiro ehehehe

      Nunca o nome Arruda esteve tão em evidência. Parecia um prenuncio aquela garota da UNIBAN ter criado tanto auê… Pena pra ela agora, já que o anônimo dela está em foco.

      A política é assunto que eu amo muito… O legal é falar de panetone recheado (de figuras de linguagens) hehehehe vamos usar todas aqui…

      Valeu Joabson… O Artigo está só começando…

  2. Duarte Henrique disse:

    Grande Dr. Dário,

    Excelente assunto. Principalmente no momento de crise institucional pelo qual passamos agora. E não me refiro a política não! Nessa esfera aí todo mundo já sabe, desde que o Estado surgiu, que existe corrupção. E da pesada! Comprar panetone?! Meu amigo, o cara deve achar que somos burros! Não tem outra explicação. Mas, como disse, a crise não é referente a política, mas sim a igreja envolvida nessa vergonha! Rapaz, qualquer pessoa que estuda história da igreja sabe que igreja e política jamais deveriam se misturar. Essa relação promíscua sempre acaba em fezes… Aí Dário, vamos assaltar um banco e depois nós oramos agradecendo a Deus pela benção! UHUHUHUHU Pelo menos nós vamos ter o mérito de termos uma ação planejada… ao contrário de alguns “pastores” que ficam mandando os outros irem buscar propina e depois ainda agradecem orando pelo meliante. É tanta coisa pra dizer, que prefiro ir aos poucos.
    Mas espero que esse seja um aviso para nós, a cerca do modo enérgico com o qual deveremos reagir em nossa igreja no ano que se aproxima, ano de eleição. E mais, todos sabemos que, nós lá da SEDE, merecemos boas explicações da parte de nosso pastor. Definitivamente não estou fazendo nehum julgamento, isso cabe a justiça. Mas como membros, precisamos de uma satisfação muito boa, esse assunto não deve ficar restrito ao ministério!!! Não se escandalizem se algum desses caras de pau aparecerem lá na igreja o ano que vem dizendo que o inimigo se levantou contra eles! (Um deles, inclusive, estava na igreja a um tempo atrás. Subiu no púlpito e ainda recebeu oração… deveria ter recebido é exorcismo!) Aliás, peco, na verdade o inimigo se levantou contra eles, sabem qual é o nome do inimigo? Polícia Federal!!!! UHUHUHUHU

    Abraços galera, já falei de mais!

    • Duarte meu amigo,

      O trêm tá feio mesmo… O assunto aqui é extenso… Vamos por partes porque senão o assunto não dá liga heheheh

      Eu já tava imaginando as desculpas sobre os flagrantes…

      Tem que trazer esses caboquinhos lá na igreja para ungir com “Óleo de Peroba”

      Outro detalhe: Será que os cabras deram o dízimo do mensalinho?

      Fuissss

    • Simone disse:

      Duarte, e ai vamos comprar o nariz de palhaço?!

      • Caracas,

        Boa idéia… heheheh vamos para onde com eles?

        • Simone disse:

          O plano inicial era usar o nariz dentro da igreja, caso algum político, no próximo ano, tivesse espaço para subir no pubito. Mas estou vendo que pode ser usado antes.

  3. kley disse:

    “…Rapaz!! ao assistir os videos da oração fervorosa em agradecimento a “propina”, …do representante da bancada {[(“evangélica”)]}..-coloquei entre chaves, colchetes, …aspas. para não terem dúvidas dos evangélicos representados por ele.

    -Fiquei imaginando como seria uma campanha da prosperidade na igreja do referido…Humhum…muitos dólares…

    -E agora deu pra entender melhor a parte de malaquias 3-10, dos que roubam e não dá o dízimo.”

  4. Roberto Cantanhede disse:

    Garotadas, o pecado dos pais não é sobre os filhos e nem o dos filhos sobre os pais. Leiam o processo que foi divulgado e verão o que realmente está dito sobre a liderança que conhecemos.

    http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/11/27/veja+o+inquerito+que+deflagrou+a+operacao+caixa+de+pandora+9185376.html

    Se essa é a forma de purgar algum erro, que seja logo.

    Eu fico pensando as vezes que Deus é Deus, que também é chamado de Jeová e que para outros é Alá e que os atributos dele não se modificam apenas as tradições de seus santos, suas testemunhas ou seus fiéis mudam. Por que é que temos que acreditar que o deus referido na oração do protagonista do tal video é o grande Eu Sou? Basta a ingenuidade da imprensa… O evangelho segundo os santos evangélicos ainda é uma obra não publicada a qual negamos enfaticamente.

    • Vamos falar igual o nosso Presidente Lula:

      “A imagem não fala por si só” “As denúncias não falam por si só”…

      Vamos ter que aguardar a Justiça terrena, que também é suspeita, ou a justiça de Deus?

      Cada vez menos desacredito na política.

      Sobre os evangélicos, tenho um artigo no rascunho que fala justamente sobre “ser evangélico”.

      O Trem tá feio

  5. Rafael disse:

    Queria acreditar que o Benedito não está envolvido.
    Se ficar comprovado algo sobre ele, aí é o fim mesmo…

  6. Simone disse:

    Eita, você ficam aí só tocando nos ungidos do Senhor. Eles são todos de Deus. (rsrs)

    É engraçado com alguns evangélicos entram na política com a desculpa de que Deus precisa de representante. Deus não precisa de ninguém e se alguém deseja entrar num galinheiro, por favor, não seja inocente em achar que não vai se sujar.

  7. Galera,

    Eu não falei? Acabei de ver o Lombardi (má má que que isso?)

    Infelizmente na hora da sua morte…

    LOMBARDI MORREU!!! APARECEU NA TV!!!

    http://blogs.r7.com/fabiola-reipert/2009/12/02/morre-lombardi-locutor-de-silvio-santos-aos-68/

    Viu como é mais fácil ver alguém da lista acima do que ver um político honesto?

    Fuis

    • Karol disse:

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Foi por sua culpa que o Lombardi morreu…
      agora sei…

      pq até a última vez que vi, nem tinha causa da morte!!!

  8. Rafael disse:

    Reportagem da Folha de São Paulo.

    Análise da gravação feita com autorização judicial e monitorada pela Polícia Federal mostra o governador do Distrito Federal José Roberto Arruda reorganizando pessoalmente o mensalão do DEM em outubro deste ano, contradizendo a versão de que foi vítima de uma trama, informa reportagem de Fernanda Odilla, publicada nesta quarta-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

    Segundo a reportagem, Arruda disse que o diálogo gravado em 21 de outubro foi “conduzido para passar uma versão previamente estudada”, mas, nos trechos transcritos no inquérito que apura montagem de caixa dois em campanha eleitoral e distribuição de propina, o governador aparece perguntando como está “a despesa mensal com político”.

    Arruda diz ter recebido dinheiro só uma vez
    Corregedoria de Justiça investiga suposta participação de juízes em esquema no DF
    Saiba quem são as pessoas, partidos e empresas suspeitas de participar de esquema no DF
    Relator do processo de expulsão contra Arruda renuncia após 30 minutos na função
    DEM abre processo de expulsão contra Arruda e dá oito dias para ele se defender

    Ele questiona ainda quem pega e quem entrega a suposta propina e orienta a unificar os pagamentos. “Tem que unificar tudo!”, diz Arruda, após ouvir nomes de seis deputados distritais e um administrador regional de partidos da base (PMDB, PP, PRP, PMN) que estavam sendo beneficiados com valores distintos, entregues por mais de um integrante do primeiro escalão do governo do Distrito Federal.

    A Folha informa que o mensalão teria se desorganizado com a saída de Domingos Lamoglia da chefia de gabinete. “Se ele não vai pegar com o Domingos, ele vai pegar com quem?”, questiona Arruda, que demonstra saber o valor exato do suposto repasse ao presidente do PP. “O natural seria com o Fábio, né?”, diz o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel, referindo-se a Fábio Simão, novo assessor de Arruda.

    Outro lado

    Arruda reiterou que considera tudo uma trama de seu adversário político local, Joaquim Roriz (PSC), e afirma ter recebido dinheiro diretamente uma única vez.

    Apesar de as investigações indicarem a participação de Arruda, ele só pode ser processado no STJ (Superior Tribunal de Justiça) com autorização da Câmara Legislativa.

    Prestem atenção nessa parte: “…questiona Arruda, que demonstra saber o valor exato do suposto repasse ao presidente do PP…”

    Adivinhem quem é o presidente do PP no DF???
    Resposta: Benedito Domingos

    • Simone disse:

      humm que interessante….

    • antonia disse:

      caro jovem pela segunda vez vejo esse artigo publicado nesse blog.pergunto é impressão minha ou vc esta usando esse blog para atingir o lider da sua religião?vamos orar juntos para que o verdadeiro salvador tenha compaixão de todos; de mim de vc de nós para que possamos erda o reino dos céus aleluia!! vc cre nisso??? eu te amo em cristo e tenho fé que ele vai transforma seu coração!!!amem!

      • Rafael' disse:

        Irmã.

        1º – O líder da minha religião é Jesus, e não o Benedito Domingos. Até porque eu sou cristão e não benedistão.

        2º – Apenas noticiei um fato em dois posts diferentes. Há algo de errado nisso???

        3º – Começo a desconfiar de um fake entre nós.

        • antonia disse:

          ñ sou farke!!! agora eu te falo uma coisa rafael vc precisa sim rever o que anda postando ñ ha nada de errado nisso ja que se trata de um blog simplsmente tenho uma grande desconfiaça que vc tem algo pessoal contra o seu lider de igreja por que da sua religião é JESUS Ñ É MSM ? então meu querido jovem deite sua cabeça no travesseiro e reveja seus conceitos… e outra graças ao meu DEUS DEUS VIVO DEUS DE FÉ DEUS DE VIDA DEUS DO PERDÃO Ñ FAÇO PARTE DESSe grupo de jovens SÓ FREQUENTO OS CULTOS APENAS COMO VISITANTE e ate domingo tinha cido muito bem recebida mas por pessoas que são cristãos que ama o proximo!!! e ore muito meu jovem pessa perdão a DEUS E AO PROXIMO ISSO NUNCA É DE MAIS NA NOSSA VIDA [ AQUI PESSO PERDÃO AOS JOVENS QUE Ñ ESTÃO ENVOLVIDOS NESSE PRE JULGAMENTO DO PASTOR BENEDITO] VAMOS ORAR IRMÃOS HJ MAIS DO QUE ONTEM AMEM!!!MEU TELEFONE RAFAEL É 85959068 Ñ SOU UM FARK SOU ANTONIA….

          • Irmã,

            O Fake referenciado não é em relação a você… Pode ficar tranquila!

            Vamos lá irmã…

            Falando em julgar vou te julgar agora (emitir uma opinião):
            Se você está disconfiando que o Rafael tem algo pessoal contra o Benedito, você está julgando não é?

            Simples então…

            O Rafael já deu a sua versão, assim como o nosso pastor deu a dele. Acreditamos neles e fim de papo. Ninguém julga mais ninguém e ficamos em comunhão uns com os outros.

            Abraços fraternos.

          • Alguem escreve disse:

            Tu é sem noção mesmo!!

        • antonia disse:

          Em Colossenses 4:6 diz : ” A VOSSA PALAVRA SEJA SEMPRE AGRADAVÉL E TEMPERADA COM SAL , PARA SABERDES COMO DEVEIS RESPONDER A CADA UM ” AMEM IRMÃO RAFAEL ESTOU EM GRANDE ORAÇÃO POR VC QUE VC POSSA SE ARREPENDER DO QUE ESTA FASENDO NESSE BLOG QUE DEVERIA SER USADO PARA LEVAR A PALAVRA DE DEUS E Ñ TA SEMEANDO DISCORDIA ENTRE IRMÃOS!!!

          • Irmã,

            Tenha cuidado com as afirmações… Não é essa a opinião da maioria do pessoal que conhece o Sr. Rafael. Ele não está aqui para semear discórdia.

            Não vamos crucificar aqui quem emitiu uma opinião e por diversas vezes já veio aqui para se justificar.

            Vamos aceitar as versões apresentadas: Tanto do nosso Pastor quanto do Sr. Rafael. Não vamos usar dois pesos e duas medidas.

            Abraço fraterno.

          • Alguem escreve disse:

            Antonia, tu eh sem noção mesmo! Ta pra nascer uma sem noção maior que tu

  9. Thati Tavares disse:

    Isso é mais que vergonha, só poderemos exercer nossa tão “amada democracia” votando no nulo mesmo, quanto mais vejo coisas terrenas, mais me conveço em só acreditar nas celestiais, “o mundo jás do maligno” e junto com ele a sua querida corja, e uma coisa que Simone disse é verdade: DEUS não precisa de representantes na política, usar o nome dEle pra fazer campanhas e promessas é muito fácil, agora agira igual a Ele nessas situações é outro papo, que tipo de representação eles acreditam ser de Deus?

  10. Dário disse:

    Galera,

    Olha só a reportagem abaixo: Quebradeira na Câmara Legislativa… Alguém participou e não me chamou? Hehehahahaha

    http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1400642-5601,00-MANIFESTANTES+INVADEM+CAMARA+DO+DF+E+QUEBRAM+PORTAS+DE+VIDRO.html

    Tá começando a pegar fogo…

  11. Duarte Henrique disse:

    É dona Simone… dependendo da situação, vamos tr que usar a roupa inteira, e não somente o nariz de palhaço…

    Abraços!

  12. Karol disse:

    Galera…

    que VERGONHA!!

    Não digo só pelos evangélicos representados lá (que não sei nem o que comentar!!)

    Digo por toda a situação… o ser humano por ganância e poder chega ao ponto de tudo isso… além de pegar o dinheiro ainda as desculpas inventadas!!

    Por falar nisso, tô esperando o meu panetone com gotas de chocolate por favor!!!

    Meuuu Deus… ainda bem que até hoje eu só justifiquei meus votos e vão continuar assim por um looooongo tempo!!!

  13. Galera,

    Existe uma campanha na internet paro VOTO NULO.

    Não é possível anular uma eleição com voto nulo:

    http://www.votonulo.org/artigos/voto-nulo-anula-eleicao

    Se essa mobilização pegasse seria uma resposta da sociedade para este sistema eleitoral vergonhoso:

    http://www.votonulo.org/sobre

    Espero ter ajudado… A VOTAREM NULO eheheh

  14. Ana Carolina disse:

    Amado irmão em Cristo Jesus . Como eu queria não acreditar que você como ” Homem de DEUS ” Presidente da Mocidade , um cargo que deveria ser feito através da revelação por Deus , depois de muitas orações e confirmação ao Anjo da Igreja , porque esse lugar que você se encontra é um lugar de EXEMPLO para a formação dos jovens com caráter e formando os mesmos a OUVIR E PRATICAR A PALAVRA DE DEUS .
    Gostaria de fazer uma pergunta para que você mostrasse na Bíblia Sagrada aonde está escrito que você pode julgar o próximo , Pelo que eu sei a bíblia diz : Devemos orar e fazer menção ao nome do Senhor para que ELE REVELE O OCULTO E O ESCONDIDO QUE COM CERTEZA A VERDADE SERÁ DECLARADA .
    ( A bíblia diz que: com a medida que medirdes vós sereis medido ).
    Em Colossenses 4:6 diz : ” A VOSSA PALAVRA SEJA SEMPRE AGRADAVÉL E TEMPERADA COM SAL , PARA SABERDES COMO DEVEIS RESPONDER A CADA UM ” .
    Na palavra do Senhor diz que o juízo temerário é proibido , não Julgues para que não sejais Julgados .
    Medite também nos dois fundamentos , todo aquele pois , que OUVE estas minhas palavras e as PRATICA será comparado à um HOMEM PRUDENTE que edificou a sua casa sobre a rocha.
    DEIXO PARA SUA REFLEXÃO , MATEUS 7:5 .
    HIPÓCRITA , TIRA PRIMEIRO A TRAVE DO TEU OLHO E , ENTÃO , CUIDARÁS EM TIRAR O ARGUEIRO DO OLHO DO TEU IRMÃO .

    • Rafael disse:

      Irmã Ana Carolina (ou Gabi),

      Teria como você me mostrar nesse blog onde eu julguei o Pr. Benedito??? Onde eu o acusei??? Onde eu o condenei??? Onde eu o chamei de corrupto, ladrão, etc???

  15. Lima disse:

    Irmãos o texto é longo, mais é muito propicio ao momento, Deus exige a confissão de pecados e enquanto isto não é feito é o nome de Cristo que está sendo tripudiado.

    JULGAR OU NÃO JULGAR?

    “Não julgueis, para que não sejais julgados” (Mt. 7.1).
    “Ou não sabeis que os santos hão de julgar o mundo”? Ora, se o mundo deverá ser julgado por vós, sois acaso, indignos de julgar as coisas mínimas? (1Co. 6.2).

    Afinal: crente pode ou não pode julgar? Para algumas pessoas, o verdadeiro cristão é alguém que não julga. Ele sabe o que é pecado, consegue reconhecê-lo quando ele acontece, mas ele nunca chamará outra pessoa pecadora. Na verdade, ele sempre se mostrará compreensivo com o pecador, chegando a abrir mão da disciplina eclesiástica, pois “Quem sou eu para julgar o meu irmão?” Outros adotam uma postura mais agressiva: medem a espiritualidade das pessoas por meio de suas obras, não raro chegando ao ponto de criar uma escala espiritual dos crentes, aonde uns são santos e consagrados, e outros mundanos e depravados. Os mais exagerados chegam até mesmo a ponto de declarar que algumas pessoas são salvas, e outras não.
    Por trás deste estudo, está uma questão que é mal interpretada e compreendida nos círculos evangélicos. Afinal, o crente pode julgar? Se sim, quando e como deve ser este julgamento?

    SIM, O CRENTE PODE JULGAR.

    Como protestante reformado, entendo que não existe uma parte da Bíblia mais inspirada do que outra. Não acho que os Evangelhos sejam mais inspirados do que as epístolas, ou que a teologia paulina é superior à teologia de Marcos. Ler a Bíblia com este pressuposto significa entender que um ensino dos Evangelhos é tão autoritativo como um ensino contido em uma epístola. Os que dão preferência a uma porção da Bíblia em detrimento de outra acabam com uma teologia parcial e incompleta, além de quebrarem a unidade e harmonia das Escrituras.
    Inicialmente, gostaria de dizer que, em algumas circunstancias, o cristão pode fazer julgamentos. Embora Jesus Cristo tivesse dito que Ele não julgava as pessoas (Jo. 8.15) ou que nós não deveríamos julgar (Mt. 7.1), podemos ver vários momentos em que o Senhor Jesus emitiu juízos:
    “Ai de vocês, mestres da Lei e fariseus, hipócritas! Vocês fecham o Reino dos céus diante dos homens! Vocês mesmos não entram, nem deixam entrar aqueles que gostariam de fazê-lo” (Mt. 23.13).

    “Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo”. (Mt. 2324).
    “Uma geração perversa e adultera pede um sinal miraculoso! Mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal do profeta Jonas” (Mt. 12.39).
    “Bem profetizou Isaias acerca de vocês, hipócritas…” (Mc. 7.6).
    “Não dêem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas perolas aos porcos; caso contrario, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão” (Mt.7.6).
    Estes versículos são apenas uma amostra de vários juízos proferidos por Jesus. Além destes, podemos achar outros, como os ais pronunciados contra Corazim, Betsaida e Cafarnaum (Lc. 10.13-15), a declaração de Cristo a vários judeus que haviam crido nele, dizendo que eles eram filhos do diabo (Jo. 8.44) e várias passagens aonde Cristo diz que quem não crê nele, já está condenado (Jo. 3.17-18,36).
    À luz destas passagens, revela-se falso o argumento de que, baseado no ensino dos Evangelhos e no modelo de vida de Jesus, o cristão não pode julgar a ninguém. Cristo julgou a vários grupos de pessoas. Ao contrario de nossa visão suavizada acerca do Senhor, vemos que Ele, em sua ira e verdade, chamou os fariseus de “hipócritas”, disse que não deveríamos jogar perolas a “porcos” ou dar o que é santo aos “cães”, além de considerar a sua geração como sendo “perversa”, “adúltera” e “incrédula”. Em todos estes momentos, Jesus mediu estas pessoas, achou-as em falta e emitiu um comentário ou juízo sobre eles.
    No entanto, alguém pode argumentar dizendo que Jesus, devido a sua condição única de Deus-homem, tinha o direito de julgar aos outros. Afinal, de acordo com João 5.22: “Além disso, o Pai a ninguém julga, mas confiou todo julgamento ao Filho”.
    Em outras palavras, Jesus pode julgar as pessoas porque Ele é Deus. Ele nunca faria um julgamento incorreto ou impreciso, além de ter todas as qualificações morais necessárias para ser um juiz. Nós não teríamos esta capacidade.
    Mas, apesar de nossas limitações e finitude humanas, o ensino dos apóstolos nos diz claramente que devemos emitir juízos em algumas situações:
    “Apesar de eu não estar presente fisicamente, estou com vocês em espírito. E já condenei aquele que fez isso, como se estivesse presente… entreguem este homem a satanás, para que o corpo seja destruído, e seu espírito seja salvo no dia do Senhor” (1Co.5.3-5).
    “Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idolatra caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas nem devem comer” (1Co. 5.11).

    “Pois tais homens são falsos apóstolos, obreiros enganosos, fingindo-se apóstolos de Cristo” (2Co. 11.13).

    “Mas eles difamam o que desconhecem e são como criaturas irracionais, guiadas pelo instinto, nascidas para serem capturadas e destruídas; serão corrompidos pela sua própria corrupção! Eles receberão retribuição pela injustiça que causaram. Consideram prazer entregar-se à devassidão em plena luz do dia. São nódoas e manchas, regalando-se em seus prazeres, quando participam das festas de vocês” (2Pe. 2.12-13).
    “De fato, muitos enganadores tem saído pelo mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em corpo. Tal é o enganador e o anticristo. Tenham cuidado, para que vocês não destruam o fruto do nosso trabalho, antes sejam recompensados plenamente. Todo aquele que não permanece no ensino de Cristo, mas vai além dele, não tem Deus, quem permanece no ensino tem o Pai e tem o Filho. Se alguém chegar a vocês e não trouxer esse ensino, não o recebam em casa nem saúdem. Pois quem o saúda torna-se participante das suas obras malignas” (2Jo. 7-11).

    Vemos, portanto que três apóstolos, Paulo, Pedro e João julgaram a pessoas em seu tempo. Na verdade, é impossível cumprir alguns mandamentos sem que se avaliem as pessoas. Paulo disse que não devemos nos associar a que diz que é cristão, mas é imoral, avarento, idólatra, entre outros. Para que eu obedeça a este mandamento, preciso olhar para a vida do cristão e ver se ele incorre em algum destes erros. João diz que devemos nem saudar aqueles que negam a encarnação de Jesus e os hereges que vão além do ensino de Cristo. De igual modo, para que eu obedeça à instrução de João, devo julgar a meus semelhantes cristãos.
    O bom senso também nos mostra que fazemos julgamentos o tempo todo. Na hora de escolher um pastor, presbítero ou diácono, nós devemos julgar o caráter do candidato à luz das exigências bíblicas (1Tm3 e Tt. 1) e ver se ele é aprovado para a liderança da igreja. Quando convidamos alguém para pregar, também examinamos a vida e o ensino do pregador, pois caso ele seja um herege, entregar-lhe o púlpito significa causar transtornos à Igreja de Cristo.

    COMO JULGAR E COMO NÃO JULGAR
    AS PESSOAS

    Esclarecido, pois, este primeiro ponto, precisa analisar agora como as pessoas devem ser julgadas.
    Olhando para o exemplo de Jesus, vemos que os religiosos que não vivem aquilo que pregam são dignos de julgamento. Os fariseus foram criticados por Jesus por serem hipócritas. Eles, por exemplo, davam o dizimo de temperos, mas negligenciavam a justiça, a misericórdia e a fidelidade (Mt. 23.23). Jesus também condenou os fariseus por sua doutrina distorcida (Mt. 23). Olhando para os evangelhos, também vemos que os fariseus eram pessoas que impediam o acesso de outros pecadores ao caminho da salvação (Mt. 23.13), orgulhosas acerca de sua fé (Lc. 18.9-14) e resistentes ao ensino de Jesus, chegando até mesmo a atribuir as obras de Jesus ao próprio satanás (Lc. 11.14-15).
    Jesus também julgou a sua geração por querer tentar a Deus, pedindo um sinal. Na verdade, a multidão não queria acreditar em Jesus, eles não tinham fé. Pela mesma razão, Jesus teve vários embates com a multidão ao longo do Evangelho de João. Jesus apontava o pecado da incredulidade para aqueles que se recusavam a admitir suas falhas. O Senhor também julgou os “cães” que rejeitam o seu Evangelho, chegando a dizer que não deveríamos lhes atirar as nossas perolas (o Evangelho).
    Os pecadores resistentes, aqueles que se recusam a admitir o seu pecado (como Ananias e Safira ou os fariseus), os hereges que não aceitam correção (como os falsos apóstolos descritos por Paulo), os que se fazem passar por irmãos, mas não são (os fariseus e os homens com os quais não devemos nos associar), os imorais que não se arrependem de seu erro e continuam a praticá-lo (o caso mostrado em 1Co. 5), todos estes são exemplos de pessoas que são passiveis de julgamento.
    Mas não devemos condenar os pecadores que reconhecem seu erro e se arrependem. A adúltera apresentada a Jesus (Jo. 8.1-11), o publicano Zaqueu (Lc. 19.1-9) e a pecadora que ungiu os pés de Jesus (Lc. 7.36-50) são exemplos de pessoas que foram julgadas pelas pessoas que os cercavam, mas que não foram julgadas por Jesus. Tratava-se de pecadores que estavam buscando o arrependimento, corações que tinham sede de Jesus e que não foram resistentes ao Evangelho. O pecador que sabe a gravidade de seu pecado e que está lutando para abandoná-lo e se aproximar de Deus, deve ser acolhido.
    Jesus também não julgou os pecadores que ainda não tiveram a oportunidade de aceitá-Lo ou rejeitá-lo. Ele andava com os publicanos e pecadores (Mt. 9.10), provavelmente evangelizando-os. O pecador que não participa da igreja e que não rejeitou definitivamente o Evangelho deve ser evangelizado, e não condenado. Sobre isso, vale a pena ler 1Co. 5.12, que dá a entender que não devemos julgar aqueles que estão fora da igreja:

    “Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não deve vocês julgar os que estão dentro?”
    Isso não que dizer que não devemos falar para os incrédulos sobre os seus pecados. Ao contrario, toda evangelização séria mostrará, com clareza, que todos somos pecadores e merecedores de uma condenação eterna. Mas isso não nos dá o direito de condená-los, a nossa primeira preocupação deverá ser a de evangelizá-los, e, caso eles não aceitem o Evangelho, deixá-los e pregar o Evangelho a outros incrédulos (Mt. 10.11-16).
    Aquele que julga também deve ser uma pessoa de moral. Caso contrario, ela estará desqualificada para fazer qualquer julgamento:
    “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: Deixe-me tirar o cisco de seu olho, quando há uma viga no seu? Hipócritas, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão” (Mt.7.3-5).
    “Portanto, você, que julga os outros é indesculpável; pois está condenando a si mesmo naquilo em que julga, visto que você, que julga, pratica as mesmas coisas” (Rm. 2.1).
    Uma última consideração deve ser feita. Condenar a alguém não significa tripudiar sobre a pessoa, nem caluniá-la ou ficar fofocando sobre o pecado alheio. Mateus 12.20, lemos “não quebrará o caniço rachado e não apagará o pavio fumegante”. Jesus não foi enviado para condenar o mundo, mas sim para salvá-lo (Jo. 3.17), e nem mesmo o arcanjo Miguel fez acusação injuriosa contra satanás (Jd.9). A disciplina eclesiástica ou a condenação de alguém são eventos que devem despertar em nós tristeza e pesar, e não fofocas ou prazer. Se virmos que alguém está se desviado do Evangelho ou pregando heresias, o nosso objetivo principal deve ser conduzir o pecador ao arrependimento e a restauração. Caso a disciplina seja indispensável, ela deve ser feita com seriedade, amor e tristeza, sempre objetivando o arrependimento, e não a condenação eterna do pecador. E com muito temor também, afinal não somos pessoas perfeitas e ninguém deve ser julgado ou condenado injustamente.
    Espero que esta reflexão possa nos ajudar a entender melhor a questão da disciplina e possa nos dar uma visão bíblica e equilibrada sobre esta delicada questão que é a de julgar os outros. Infelizmente os nossos julgamentos e disciplinas estão produzindo mais fumaça do que fogo.

    Ao Senhor pertence a Salvação. Jonas 2.9

  16. Samara Galdino disse:

    Eu me lembro do caso de um diretor de escola no estado de São Paulo que foi acusado por uma criança de ter sido molestada sexualmente pelo Diretor. Se tornou um grande escândalo e este homem perdeu tudo, a família, o trabalho, a dignidade, o respeito e o prazer de viver. A verdade foi revelada depois, que aquela acusação não era verdadeira.
    E AGORA? Quem vai devolver a este homem tudo que ele perdeu depois de ter sido acusado de ser um pedófilo por todos os meios de comunicação do nosso país. Na verdade eu concordo com alguns comentários no que diz respeito ao grande galinheiro. O mundo jaz no maligno. Só de nascer você corre um risco muito grande de ter a sua imagem e o seu nome exposto em um escândalo nacional como foi o caso de um rapaz que foi preso como um traficante e depois foi descoberto que era um engano.
    E AGORA? Em qual galinheiro que essas pessoas entraram e ficaram tão sujos que não podem andar na rua hoje por medo e vergonha depois de terem sido caluniados. Como cidadão comum ou como político corremos risco de sermos vítimas de um grande engano do meio de comunicação. Não quero defender o nosso presidente neste caso, mas eu afirmo com toda a certeza que quando ele se tornou um político ele assumiu o risco de ter a sua vida e o seu nome exposto na televisão. Você estaria pronto a pagar este preço? Então eu posso reafirmar, nunca diga que desta água não beberei. Você sabe qual é a vontade de Deus na sua vida? Pois a história de Benedito como político ja existia antes de nascermos. Só para lembrar foi ele, o Benedito, que Deus usou, há alguns anos atrás, junto com o pastor Geraldo para que hoje tivéssemos uma igreja em um terreno bem localizado igual a nossa.
    Não é somente esse caso, pois hoje o Distrito Federal está cheio de outras áreas ocupadas por igrejas aonde o nome de Deus está sendo louvado e que foram conquistadas por Deus através de Benedito.
    O que mais me entristece são os ignorantes falarem de coisas que não conhecem, afirmarem coisas que não sabem. Pois a ignorância é um instrumento para ser usado por pessoas que pouco fazem por Deus e querem condenar outras sem conhecerem as suas histórias, pois a bíblia diz no livro de Tiago que para sermos considerados um varão perfeito “NÃO SEI SE ESTE É O CASO” é só controlar a língua. Porque toda a palavra que sair de nossa boca no dia do juízo será cobrada e até os nossos atos escondidos virão à tona. Quem não tiver pecado ATIRE A PRIMEIRA PEDRA. Então irmãos em lugar de vocês condenarem alguém antes de conhecerem a verdade ou se vestirem de palhaço para protestar como vocês tem dito. Se vistam de ovelhas e vão pregar a palavra de Deus, ganhar almas para Jesus, resgatar as vidas com amor no coração das garras de satanás. Este é o principal objetivo de nossas vidas na terra como homens e mulheres de Deus. Só pra terminar quero lembrar que o nosso presidente Benedito foi vítima de outras calúnias e até hoje tem o seu nome limpo na vida pública e principalmente como pastor.
    Deus abençoe vocês e deixo para vossa meditação: Romanos 13:1 Toda alma esteja sujeita às autoridades superiores; porque não há autoridade que não venha de Deus; e as que existem foram ordenadas por Deus. Romanos 13:2 Por isso quem resiste à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.

    • Olá Samara,

      Sobre a acusação de pedofilia é uma questão muito complexa. Acusações vem de todos os lados e este tipo de injustiça só a justiça para dar um jeito. Com certeza ela arranjará uma forma de limpar a imagem do cidadão.

      Sobre o que você falou, fico imaginando que você defende a política na igreja para tirarmos vantagem sobre o estado (o exemplo citado do terreno da igreja).

      O que me preocupa é a igreja ficar devendo favor para a política. Aí que o problema surge, surge as revoltas, surge os protestos.

      Na minha opinião a igreja não precisa desses favores políticos. Podemos muito bem nos organizar e entrar em licitações como qualquer outra empresa.

      Essa é minha humilde opinião.

      Agradecemos a sua contribuição. Participe de outros debates aqui em nosso blog.

      Fique com Deus

  17. Duarte Henrique disse:

    Salve Amigos,

    Eu lembro do caso de um imperador pagão que se converteu ao cristianismo e quis torná-lo a religião oficial do império. Ele misturou completamente a igreja com a política. Os cristãos, inocentes, ao invés de reprovar tal atitude, aprovaram, pensando aque assim a igreja teria mais força. Essa foi uma das piores DESGRAÇAS que já aconteceram a igreja desde sua fundação! Tudo porque os cristãos foram omissos! Falo de Constantino. Não pretendo cometer o mesmo erro. Espero que aqueles que tem nos criticado, dizendo que somos julgadores, ou que somos jovens sem amor, e todo esse papo de “massa de manobra”, não reclamem no ano que vem quando um político qualquer subir no púlpito e começar a discussar. Vocês que se acham tão tolerantes e “pacificadores” vão ter que aceitar tudo calados, pois estão sendo coniventes! Ou será que vão ser hipócritas e começar a reclamar, como todo mundo faz pelas costas? Agora entendo porque Jesus chorou certa vez quando olhou para Jerusalém…

    Duarte Henrique

    PS: Eu tenho coragem de me identificar, não sou como alguns aqui, principalmente os que defendem a política na igreja, que entram com nomes falsos! A gente descobre quando lê o IP, não sejam inocentes!

  18. GILDO disse:

    CERTO EVANGÉLICO NÃO SE EM VOUVER COM POLITICA SEMPRE FALO NÃO DAR CERTO
    DARIO NÃO ESQUENTA CABEÇA ESTAMOS PAIS LIVRE LIBRDADE ESPRESSÃO VC FALO QUE VC PENSA SE ACASO NOSSO P.B ESTIVER ENVOLVIDO A JUSTIÇA VIRA DEUS AMEM

  19. ==COMENTÁRIOS ENCERRADOS==

    Desse mato não sai mais cachorro.

    Vamos participar ativamente dos demais debates recentemente abertos:

    Porque um Protestante não pode ser Evangélico

    https://mpvida.wordpress.com/2009/12/07/porque-um-protestante-nao-pode-ser-evangelico/

    Julgar ou não Julgar?

    https://mpvida.wordpress.com/2009/12/07/julgar-ou-nao-julgar/

    Vamos fazer um acordo? HOMEM X MULHER.

    https://mpvida.wordpress.com/2009/12/10/vamos-fazer-um-acordo-homem-x-mulher/

    FIM