Arquivo de dezembro, 2009

Olá Personas,

Vem aí o Tudo que tem Fôlego 2009. Lembrando que os ensaios continuam todo o sábado e domingo até a semana do evento.

Informações sobre o evento:

(mais…)

Super Jovens MP!

Após embates sangrentos, lutas mortais, tiroteios de obuseiro e conflitos fatais, voltemos a uma polêmica mais sadia, menos arriscada.

É com muita alegria que lhes apresento um artigo escrito por uma das Mulheres da MP: a ISABEL LIMA. Ativa participante do Blog MP, principalmente nas discussões sobre feminismo, nossa querida irmã se propôs a escrever algo para nosso enriquecimento. Abramos as aspas para ela!

(mais…)

Julgar ou não Julgar?

Publicado: 07/12/2009 por Dário Estevão em Devocionais
Tags:,

Olá Personas,

O que se tem ouvido nestes últimos debates é a palavra Julgar. Um tenta falar que o outro está julgando precipitadamente fulano de tal. Neste mesmo sentindo acaba julgando quem está julgando.

Mas afinal: Como cristãos protestantes, podemos ou não julgar?

Abaixo um texto do Lima (contribuidor da igreja Batista) sobre esta polêmica palavra.

(mais…)

Olá Personas,

Há algum tempo um colaborador tem nos ajudado bastante aqui no blog com seus textos e comentários: Lima da Igreja Batista. Queremos compartilhar o artigo escrito por este colaborador.

O texto é grande e deve ser lido com calma para que você não interprete de forma precipitada ou equivocada. Se tiver dúvida ou questionamentos a fazer, escreva um comentário que com certeza o Lima irá te responder.

Vamos ao texto:

(mais…)

Olá Personas,

ATENÇÃO! ATENÇÃO! O local para a nossa reunião extraordinária, quero dizer, o nosso 10º Encontro de Cristãos Boleiros mudou: Ginásio do Taguaparque.

Depois de uma semana só comendo panetone, nada melhor do que queimar umas calorias com um bate-bola-papo: A jogada do dia será os “arrudeios” e a falta de “prudência” na política.

(mais…)

ATENÇÃO!

Aos inquisidores de plantão:

O presente texto em nenhum momento fez menção ou sequer teve a intenção de envolver e colocar em evidência a pessoa do nosso Pastor BENEDITO DOMINGOS. O artigo foi baseado exata e expressamente nos nomes que foram citados, porquanto vimos provado o envolvimento dos tais através de vídeos mostrados na imprensa – contra fatos não há argumentos.

(Em 06/12/2009, Rômulo de Barros).

Super jovens MP, àqueles que se sentem envergonhados de pertencer a este país!

Nos últimos dias estourou na imprensa um escândalo de corrupção envolvendo a alta cúpula da capital federal. Trata-se de um esquema de propina financiada por empresas em troca de facilitações em contratos com o governo distrital. Flagrados em investigações da Polícia Federal, após delação de DURVAL BARBOSA, o Exmo. Sr. Governador ARRUDA e diversos Deputados Distritais – além de Secretários de Estado e empresários.

(mais…)

Olá Personas,

Dê o primeiro exemplo de pleonasmo que surgir em sua mente: Com certeza não foi “Subir pra Cima” e “Descer pra baixo”.  Nem mesmo a frase “O cadáver de um defunto morto que já faleceu”, do grande filósofo-personagem “Chaves”, é tão completa para exemplificar a figura de linguagem como  “Político Corrupto”.

(Des)-Governador; de-putados; secre(o)tários; dinheiro na meia, na cueca, panetone, pseudos-pastores políticos e oração da corrupção. Essas são as palavras e notícias mais vistas de sexta-feira (27/11/2009) para cá.

(mais…)

Super jovens MP,

Após a polêmica opinião do Rev. Caio Fábio sobre o SEXO ANTES DO CASAMENTO, coloco aqui um artigo de um eminente teólogo chamando AUGUSTUS NICODEMUS (mas este sabe para onde o vento vai, hehe).  Ele é pastor presbiteriano e escritor. Vejamos o texto:

Vergonha de ser virgem.

Alguns anos passados fiquei estarrecido com uma estatística publicada por uma revista evangélica após entrevistas feitas com jovens evangélicos de 22 denominações. Estes jovens, a grande maioria composta de solteiros, haviam nascido em lar evangélico e eram freqüentadores regulares de igrejas. De acordo com a pesquisa, 52% deles já haviam tido sexo. Destes, cerca da metade mantinha uma vida sexual ativa com um ou mais parceiros. A idade média em que perderam a virgindade era de 14 anos para os rapazes e de 16 anos para as moças.

(mais…)