Teologia 2.0 – Sexualidade Cristã

Publicado: 09/12/2010 por Duarte Henrique em Avisos
Tags:, ,

Saudações amigos,

Depois de algum tempo sumidos, estamos de volta. Esperamos que o programa possa ser de alguma utilidade. O tema dessa vez foi Sexualidade Cristã. É um assunto muito importante, mas que, infelizmente, tem sido negligenciado durante muito tempo em nosso meio. Deus nos ajude a alcançar maturidade também nessa área tão importante de nossas vidas. Talvez choquemos um pouco os mais conservadores, mas com certeza deixaremos frustrados muitos liberais.

Deus nos abençoe.

Abraços!

 

 

Anúncios
comentários
  1. waldson disse:

    “Esses mininos estao pra frente né?!” … essa seria a frase dos crente se este video fosse visto algum tempo atras… mas e isso ai mininus, a igreja tem evoluido, mesmo que em passos de tartaruga, mas tem evoluido. Devemos ter consciencia de ensinar nos jovens sobre sexualidade!!! A geracao de hj tem aprendido sobre sexualidade de uma forma muito banal e sem pudor.
    Um Abraco….
    Parabens ao Mestre Duarte, Robertao e Alvaro… vcs tem melhorado muito…

  2. Ana Cristina disse:

    Muito legal o tema. Poderia aproveitar a presença do psicólogo e abrir perguntas via e-mail, o que acha?
    abs,

    Ana Cristina

  3. Daniel Roriz disse:

    Olá galera.

    Antes de tudo quero dar os Parabéns pelo programa, que nos dá uma boa oportunidade pra discutir temas antes “proibidos”.

    Cara, eu compreendo a posição dos pastores daquela época, pois a sexualidade sempre foi tratada com um tom meio pejorativo não só no meio cristão. A nossa geração (anos 80) foi uma das primeiras a estudar na escola sobre doenças sexualmente transmissíveis, gravidez na adolescência, e outros assuntos dessa natureza.. portanto, não poderiamos esperar outra atitude da igreja e dos pastores daquela época que não fosse o silêncio, pois a maioria daquelas pastores nunca havia falado sobre sexo nem na própria casa.

    Mas como hoje o tema tem sido difundido de forma ampla e, na maioria da vezes errônea, cabe a igreja se posicionar, discutir e apontar o caminho certo, pq se igreja não fizer isso a Globo faz rs.

    Em relação ao assunto propriamente dito, eu penso que a sexualidade é inerente a natureza humana e seria ineficaz tentar ignorar isso, mas qual o limite para expressão da sexualidade, sem contrariar os padrões biblicos? o subjetivismo é árbitro desse limite, ou seja, cada um estabelece o seu limite?

    Valeu pessoal
    té mais

    p.s.: Deixa a globo descobrir o talento pra apresentar desses meninos..kk

    • Rômulo de Barros disse:

      Gostei da tese, Daniel. Até explica, mas não justifica. Nada como a experiência para ensinar a insipiência. Se não receberam aulas, absorveram fatos.

      E é isso aí, a igreja vai falhando nesse ponto: a televisão ensina o errado e a igreja, ao invés de vestir o papel de pilar da moralidade, oculta-se atrás da timidez.

      Abraço!

      • Daniel Roriz disse:

        É caro Rômulo, mas assim como eles, nós temos absorvido fatos como por exemplo a sorrateira proliferação do homossexualismo na igreja, a comercialização do evangelho e assim como nossos precursores temos apenas nos omitido!

  4. Ana Cristina disse:

    E qd será o próximo? Ficou excelente.
    abs,
    Ana

    • Leonardo disse:

      Amigo Roberto, poderia explicar melhor essa história de (“ficar” – “quando ambos querem”) ser correto, tem fundamento bíblico, ou eu entendir errado…
      Parabéns a todos os integrantes pela iniciativa.
      Multiplás bençãos,
      Leonardo.

      • Roberto disse:

        Vamos lá. Recomendo a leitura das referencias a seguir:
        – Romanos 2.12: Porque todos os que sem lei pecaram, sem lei também perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. -> Baseado nesse texto eu concluo que se duas pessoas que não conhecem a Verdade, se é que elas ainda estão por aí particularmente no mundo consumista, estão fazendo o que quer que seja a menos que eu os discipule (ou ensine), não tem como condená-los. Só Deus pode condenar os “gentios”.
        – I Coríntios 7 (todo o capítulo) e I Tessalonicenses 4:1-7 vão falar de comportamentos adequados ao cristão. Ninguém – crente de verdade – em sã consciência vai fazer um consentimento desses de virar “peguete” ou “fiquete”.

  5. Rômulo de Barros disse:

    Grandes Paladinos do Conhecimento!

    Parabéns, o programa foi um show, pra variar.

    Vou comentar sobre o ponto que mais gostei: ficar e corte. Nesse ponto, acho que faltou dar mais tempo ao ÁLVARO, ele estava colocando coisas interessantes. O que penso? A natureza humana é algo superior, racional. Ficar contraria isso! Como o DUARTE bem disse, o ser humano precisa de compromisso e de responsabilidade nos seus relacionamentos. Ficar por ficar, é corresponder somente a desejos físicos, e alimentar glândulas é irracional, animal.

    Agora, e a tal “corte”? Façamos o seguinte: perguntemos aos casados: o que é mais importante no casamento, a conversa, a interação com a família, ou a intimidade física? Caso seja a última… dos beijos e abraços a ausência pode resultar em problema e transformar um matrimônio num indileto dilema. Esse tipo de coisa tem a cara de pseudo-santificação neopentecostal.

    Don Robert, vc mandou a parábola mas não explicou aos discípulos. Qual o limite, mestre? rs

    Abrex!

    • Roberto disse:

      Grande Rômulo! “Você quer saber o limite para andar bem em cima dele” é? assim dizia o Jaime Kemp (risos). Brincadeiras a parte, os limites são culturais e são que nem RG, cada um tem um, ou seja, individuais. O texto que eu cito no video é Provérbios 30.18 e 19. “Há três coisas que são maravilhosas demais para mim, sim, há quatro que não conheço: o caminho da águia no ar, o caminho da cobra na penha, o caminho do navio no meio do mar, e o caminho do homem com uma virgem.”

      • Roberto disse:

        E antes que eu me esqueça, a igreja é contra-cultura do mundo, para ninguém achar que eu sou mais herege do que a realidade!

  6. DEUZENIR FERREIRA DE JESUS disse:

    se a igreja de fato não sobrepurjace a cultura,e fizesse tão pouco caso da doutrina, estariamos preocupados com o seu crescimento, e não com o seu inchaço desenfreado, certas preocupações são de fato tolas mas como a cultura é sempre mais importante do que a doutrina, deixe a carruagem andar…….

  7. […] – Tiririca – Pior do que tá, fica DEZEMBRO – Polêmica #004: Teologia da Vingança () – 4º Programa do “Teologia 2.0: Sexualidade Cristã Ah! Não viu o 1º Bloco do Sai da Toca #003? Acesse abaixo: […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s