O Paradigma Isaquiano e o Salomônico

Publicado: 26/02/2011 por Duarte Henrique em Devocionais, Reflexão
Tags:, , ,

Olá meus amigos, é para honra e glória de Deus que novamente estamos aqui.

Resolvi escrever sobre esse tema, pois sei que é um dilema que, vez ou outra, surge na cabeça de muitos homens, principalmente na cabeça dos que são do caminho. Deixo claro que esse é um texto para homens, pois a situação das mulheres definitivamente não se encaixa nesse contexto. Nesse ponto concordo completamente com Schopenhauer.

Lembro que certa vez discutia com um amigo um assunto interessante. Discutíamos nós sobre um velho dilema masculino: Qual será o ideal de relacionamento para nós, homens? Possuir, ao longo da vida, várias mulheres ou investir numa única mulher a vida inteira? A resposta não é tão simples como parece.

Refletindo sobre esse assunto, sempre sou levado, quase que automaticamente, a pensar em dois modelos bíblicos: o de Isaque e o de Salomão. Os dois modelos são diametralmente opostos. De um lado temos Isaque, que a vida inteira teve Rebeca como única esposa, quebrando inclusive a tradição da família (o avô, Abraão, teve três mulheres. O filho, Jacó, teve quatro). O encontro de Isaque e Rebeca na bíblia é sem dúvida alguma uma das passagens mais idílicas descritas nas escrituras (Gn 24:62-67). Amor à primeira vista, para quem acredita nisso. Do outro lado, temos Salomão, rei de Israel, com nada mais nada menos que setecentas esposas e trezentas concubinas (I Rs 11:3) O cara era forte! Como disse antes, a resposta não é simples, pois ambos os modelos possuem aspectos bons e aspectos ruins.

Bom, deixando de lado o falso pudor, creio que será consenso entre os homens o fato de que, BIOLOGICAMENTE falando, todos nós gostaríamos de possuir várias mulheres, a exemplo de Salomão. Nosso harém. A monogamia masculina, sob um prisma iminentemente biológico-instintivo não é algo natural, isso todo homem sabe. Ponto para Salomão. A opção de Isaque foi uma escolha que, em termos instintivos, vai contra a natureza masculina. Daqui tiramos uma lição importante: Toda mulher deve reverenciar a fidelidade monogâmica masculina, pois ela não é algo natural. É um ato de amor, e, portanto, uma grande conquista para qualquer mulher.

Por outro lado, como cristãos, temos que admitir a idéia de que o homem seja um ser que possui espírito (razão), não sendo, desse modo, apenas um animal. Aqui temos que pensar um pouco. O corpo é finito, o espírito humano não. Portanto, o corpo tem uma tendência maior para aquilo que é corruptível. Ao revés, o espírito pende mais para o lado do que é eterno. Nesse ponto, temos que admitir que a escolha de Isaque foi muito mais feliz que a de Salomão. Salomão teve várias mulheres, mas ao que tudo indica, nenhuma encontrou seu espírito, como Rebeca conseguiu encontrar o de Isaque (Gn 24.67). No fundo, Isaque buscou profundidade (qualidade) no seu relacionamento, ao passo que Salomão buscou satisfação (quantidade). Ponto para Isaque.

A escolha entre um paradigma ou outro vai depender de como cada um de nós, homens, vê o mundo. O pequeno príncipe teve essa mesma dificuldade em relação a sua rosa, até que descobriu o porque ela ser única. Confesso que se eu fosse ateu, agnóstico, panteísta ou simplesmente um sujeito prosaico, não pensaria duas vezes em adotar o paradigma Salomônico. Contudo, por defender que o espírito seja a realidade última do ser, acredito que o relacionamento vivido com uma única mulher seja muito mais realizador do que possuir vários relacionamentos com diferentes mulheres, mas todos superficiais. Ainda que isso não seja o ideal do ponto de vista biológico.

Contudo, uma coisa deve ficar muito clara aqui, sob pena de eterna frustração. Ao optarmos por um relacionamento monogâmico, optamos por algo essencialmente espiritual e que, portanto, deve ser cultivado também no espírito. O que isso quer dizer? Bom… É algo muito extenso e subjetivo. Assim sendo, deixo a cargo de cada um de vocês descobrir isso. É uma aventura para vida inteira…

Não quero impor nenhum paradigma a ninguém, mas é notável o fato de que o relacionamento de Isaque e Rebeca seja usado como “tipo” para o relacionamento entre Cristo e a Igreja. Salomão, apesar da muita sabedoria, não conseguiu encontrar um relacionamento verdadeiro. O ideal era ter parado na segunda ou na terceira… Rs.

Abraços meus caros companheiros!

Anúncios
comentários
  1. Josué flausino disse:

    Polêmico…

  2. Leonardo disse:

    O Paradigma Isaquiano é o correto…
    Com uma única mulher é muito mais REALIZADOR!!!!
    Salomônico é…, vou…NÃO pode…Rsrsrsrs!!!

  3. Roberto Cantanhede disse:

    É meu prezado Dr Duarte! Quem adota o paradigma salomônico hoje tem sérios problemas $$$. Cada esposa é uma (boa) fração do salário que se vai (divagando: e uma significativa parte da família que se vai, em cada uma dessas famílias que ficam soltas na existência e incompletas. Davi pode testificar que sua família foi problemática, o filho de Salomão “apenas” rachou o reino. De Isaque sabemos que seus dois filhos estão na raiz de uma das histórias mais conflituosas da história. Imagine se ele fosse um pai dividido? Viajei no texto agora pensando no depois quando a questão é o antes). Creio que as pessoas que estão entregues a sua própria vontade “ficante” hoje experimentam o paradigma salomônico. E os que escolhem o celibato? Não são ainda mais radicais em sua negação biológica? Ainda assim, pense em quantas combinações de imagem e temperamento podem existir… Um Salomão “legal” (no sentido judiciário da palavra) ainda não conseguiria experimentar de tudo.

  4. Simone disse:

    Desculpa aí se o texto é para homens, mas eu li. E vocês podem ser bons no autoconhecimento, entretanto…
    Penso que a respeito da natureza mulher vocês não podem concluir muita coisa.
    Vivemos sob a repressão desde que nascemos. Não é fácil admitir o que se sente de verdade. Somos juízas impiedosas. Encarceramo-nos em nossas prisões. Sendo assim, estamos fora da nossa natureza há muito tempo…. Bem-vindos ao clube.
    Agora interessante…. Se a natureza biológica dos homens é ter várias mulheres, quem são essas mulheres?? Não vai me dizer que a natureza da mulher aceita isso. Se falar que sim, vou dizer que não. E se uma mulher aceita, pode ser por qualquer motivo menos pela natureza.

    Obrigada pela fidelidade de vocês!

    • Duarte Henrique disse:

      Querida cunhada,

      Que bom ver a senhorita por aqui. O texto era para os homens, mas é bom que vocês mulheres também saibam como a coisa funciona. O problema é que as mulheres, principalmente na igreja, são criadas num mundo de fantasia. Acham que o marido jamais vai olhar para outras, que jamais vai, eventualmente, se apaixonar por outras etc. Todas essas coisas acontecem, fato. A esposa tem que entender: o que a faz especial não é o fato de que ela seja a única mulher disponível no mundo, pois definitivamente não é, existem várias! O que faz uma mulher especial é a capacidade que ela tem de marcar a vida de um homem de forma definitiva, como Rebeca conseguiu marcar a de Isaque. Mas para isso é necessário ser mulher de verdade… só que esse é o problema: muitas mulheres não querem mais ser mulheres…
      Finalmente, vocês estão fora da natureza de vocês porque estão querendo isso. Culpem as feministas e os defensores da igualdade dos sexos por isso! Outra coisa, é óbvio que na cultura ocidental uma mulher jamais aceitaria dividir o marido com outra esposa, pois vocês acham que tem a propriedade do sujeito, sendo que o contrário é que é verdade. O contrato de casamento é um contrato de transferência de propriedade no qual o pai da moça transfere a propriedade para o rapaz. Entendeu?

      Abração cunha!

      • Milena disse:

        “Muitas mulheres não querem mais ser mulheres de verdade?????” Se querer respeito, liberdade e igualdade social não é coisa de mulher, então não sou mulher de verdade (pobre bobalhona feminista!)

        P.S.: Sobre o lance do contrato, é melhor eu nem comentar. Obrigada por fazer eu me sentir um objeto.

  5. Rômulo de Barros disse:

    Acho que já disse isso aqui… Alimentar glândulas é comportamento animal, ou seja, irracional (digo a respeito da seara humana de busca pelo prazer físico). Seres humanos devem ser superiores, devem perpetuar seus relacionamentos, agir racionalmente.

    É o que deveria imperar. Entretanto, não se pode negar uma tendência animal nas pessoas.

    Sobretudo, afirmo, na mulher também há instinto animal, também há tendências poligâmicas. Discordo do professor nesse ponto.

  6. Duarte Henrique disse:

    Grande Roberto, você tem razão no que diz respeito ao $$$! Imagine só se as mulheres fossem dessas que gostam de ficar indo ao shopping? Bolsas de marca, vestidos de marca? Aí não tem milionário que aguente! Eu iria comprar roupas só na feira uhuhuhuh! E tem mais, o tratamento dado a uma esposa tem que ser dispensado as outras também, pelo menos no mundo árabe é assim.

    Quanto ao que o grande Rômulo falou, tenho algumas observações. Dr., eu concordo que o hedonismo seja algo errado. Contudo, e essa é a tendencia de muitos cristãos, devemos ter o cuidado de não marginalizar o instinto, pois também há algo de belo e divino nele. Do contrário iremos cair num ascetismo irracional, afinal, uma das regras é “crescei e multiplicai”, algo bastante ligado ao instinto, e não ao pensamento racional (como diria Brás Cubas, personagem de Machado de Assis, para quem a reprodução humana é algo que apenas perpetua nossas mazelas).
    Quanto a poligamia feminina (no caso poliandria), penso que definitivamente não seja algo natural! Na verdade, se a mulher tiver um marido que seja companheiro, provedor e bom amante jamais, JAMAIS, sentirá necessidade de outro homem, lhe afirmo isso! Tem um filme com a Regina Casé que ilustra bem isso “EU TU ELES”. Na verdade a mulher tem três maridos no filme, mas a idéia central é a de que se o homem tiver aquilo que cada um dos três possui, a mulher se sente satisfeita. A infedelidade feminina por causa de sexo é exceção, jamais a regra! Qualquer mulher que aceite ser mulher vai confirmar isso a você! Só não vá conversar com essas feministas abobalhadas de hoje em dia porque as coitadas até nisso querem imitar os homens, mas vivem se decepcionando e frustrando, pois não é a natureza da mulher. É por isso que existem tantas mulheres frustradas hoje em dia…
    O homem, ao revés, pode ter a melhor mulher do mundo, mas instintivamente sempre tenderá ao infinito… daí a necessidade de constante policiamento.
    Por fim, lhe deixo apenas um exemplo empírico hipotético. Imagine que um dia acontecesse uma destruição em massa na humanidade. Numa primeira situação imaginemos que sobrevivessem dez mulheres e um homem. Numa segunda situação hipotética teriam sobrevivido dez homens e uma mulher. Eu lhe pergunto, em qual dos casos a humanidade se reproduziria mais rápido? A resposta é evidente. Portanto, vemos que instintivamente a poligamia é algo masculino, e não feminino.

    Abração!

    • Rômulo de Barros disse:

      Mestre, continuo afirmando sem medo… Uso o que a SIMONE disse: “Penso que a respeito da natureza mulher vocês não podem concluir muita coisa. Vivemos sob a repressão desde que nascemos. Não é fácil admitir o que se sente de verdade.”

      Acho essa visão de poligamia exclusivamente masculina um tanto conservadora. O liberalismo, a geração hippie (anos 50,60,70, sei lá) trouxe mudanças significativas. Saiamos às ruas e veremos… Agora, sinceramente, não vamos alimentar a utopia do homem príncipe que satisfaz a mulher em todos os sentidos.

    • Duarte, tu é cabuloso com essas suas teses… eheheheheh

      Concordo em partes e morro de rir com as situações hipotéticas.

      Parabenizo pela coragem de falar a respeito da natureza masculina. São poucos que tem coragem de confessar essa podridão do homem. Agora meninas, saibam do privilégio que vocês têm ao se relacionar com um cristão de verdade. Nós lutamos contra essa nossa natureza constantemente. FATO!!! Quem não tem temor em Deus se ancora nessa fraqueza e vira desculpa para todos os erros.

      Só posso rir e concordar com o seu irmão Álvaro heheheeheh Tu tá ficando louco com esses seus textos hehehehe

      Fuisss

  7. Simone disse:

    Duarte, cunhado

    Sinceramente, prefiro deixar você com suas fantasias de superioridade. É cansativo.

    Só quero falar sobre este trecho… (é a minha fantasia)

    “Quanto a poligamia feminina (no caso poliandria), penso que definitivamente não seja algo natural! Na verdade, se a mulher tiver um marido que seja companheiro, provedor e bom amante jamais, JAMAIS, sentirá necessidade de outro homem, lhe afirmo isso!”

    Realidade: Este homem não existe e nunca existiu! Ele pode ser companheiro, mas não é provedor e não é bom amante e segue as várias combinações, mas nunca os três.

    Entretanto se ficarmos com sua idéia (eu gostei)… caso você seja traído a culpa é sua. Imagine… você vê a sua esposa te traído, aproxima-se dela, ajoelha e pede desculpa. Interessante!

    Já aguardo sua resposta.

    • Duarte Henrique disse:

      Dona Simone,

      Eu fico é rindo (hehehehehehehe). Não seja tão pessimista, esse homem existe sim. Mas para que ele eixsta, um certo tipo de mulher tem que existir também. Veja só. Para que o homem seja companheiro, a mulher não pode ser muito chata e nem ficar falando muito, nenhum homem suporta isso; para o homem ser o provedor, basta a mulher não trabalhar, o que é o correto; para o homem ser um bom amante, basta a mulher se cuidar um pouquinho: ir ao salão, fazer exercícios, não ficar cheirando a comida etc.
      E aí, será que vocês estão dispostas?

      Abração!
      PS: Se minha mulher me traísse é porque ela nunca foi digna de mim. Logo, jamais iria atrás dela novamente.

      • Sobre: Para que esse “homem” exista, um certo tipo de mulher tem que existir…

        Rapaz, isso em computação se chama DEAD LOCK. Só restartando, dando boot ou reinicializar o sistema heheeheheheh

  8. Simone disse:

    ok!

  9. Simone disse:

    Já basta um!

  10. Josué flausino disse:

    AAAAA MULEQUEEEEE Eu falei que seria polêmico.

    “O contrato de casamento é um contrato de transferência de propriedade no qual o pai da moça transfere a propriedade para o rapaz. Entendeu? ”
    Isso é bom tenho que mostrar isso para minha futura esposa hehehe

    Só não concordo em um ponto:
    se a mulher quiser me sustentar fique a vontade a vontade mesmo to aqui a disposição aproveita compra uma casa grande com piscina e quadra para me divertir com “ela” nos fins de semana, uma tv Sony Bravia 60 polegas, um Playstation 3 com 200 jogos, mantenha sempre a dispensa cheia com guloseimas e outras besteiras e pra finalizar saia comigo todas as noites. Sendo assim estou a disposição.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    abraçooo

  11. Simone disse:

    Oi Josué,

    Acho que o assunto não é tão polêmico assim. É até simples. Tudo é uma questão de escolha. O homem é livre para escolher o que quer. Se desejar viver com várias mulheres, viva. Se desejar viver com uma só, viva. Agora é covardia a pessoa escolher uma das opções e depois jogar a culpa das frustrações em outra pessoa. Como também esperar o perdão automatico da namorada/esposa usando como justificativa sua natureza biológica. São escolhas. Tudo que nós fazemos tem uma justificativa, um motivo e nem por isso deixamos de estar errados ou de magoar alguém.

    Não se preocupe com as trocas de mensagens entre o meu cunhado e eu. Ele é assim mesmo gosta de criar polêmica. Vai longe. Ele vive castelo bem grande, com campos verdejantes e uma linda passagem. Ele está sentado em seu trono confortável e reclinável e várias mulheres estão prestes a servi-lo…. CAIU DA CAMA. Rsrs

    Abraço

  12. Josué flausino disse:

    “CAIU DA CAMA” kkkkkkk Chorei de rir.
    O melhor nem é o post e sim os comentários hehehe

    Não posso falar dos homens (todos) muito menos das mulheres, posso falar de mim: ACREDITO QUE EXISTE UMA MULHER QUE IRÁ ME “COMPLETAR” (rebeca) E EU A ELA. POR QUE NÃO ??

    Não procuro uma pessoa perfeita(não existe) procuro alguém que me compreenda e tenha pensamentos como os meus.

    Ps. (mulheres do blog a proposta do meu comentário anterior ainda está de pé rsrsrsrs)

    abraçoo

  13. Milena disse:

    DUARTE,

    Você disse que a poligamia é algo biologicamente natural, do instinto do homem. Por que? Pelo prazer? Se for assim, o bissexualismo também é natural, já que é uma forma obter esse prazer.

    • Duarte Henrique disse:

      Opá, um momentinho dona Milena!

      O bissexualismo envolve o homossexualismo, que não é algo natural, pelo contrário, é antinatural. Quanto a questão biológica, você não pode querer me culpar, a evolução fez assim. Na verdade, creio que a explicação envolva também um pouco de história. Em épocas remotas, quando a mortalidade humana ainda era muito grande devido a uma série da fatores (pragas, predadores, guerras etc.) a capacidade masculina de repordução salvou a humanidade da extinção. Agora veja bem, não estou aqui legitimando adultério ou traição, pois essas práticas são ERRADAS, PECAMINOSAS! Só estou dizendo que, por alguma razão, Deus fez o homem assim. Talvez seja porque no começo só existiam dois seres humanos, e se o homem tivesse um ciclo reprodutivo igual ao da mulher (9 meses) a “multiplicação” ordenada por Ele demoraria muito.

      Abração dona Milena!

      • Milena disse:

        Ah, não culpo vc pela biologia masculina. Eu não chegaria a esse ponto…=) Só discordo de você quando diz que foi Deus que criou o homem assim e pronto.

        Concordo com o que disseram aqui, acho até q foi o Rômulo, sobre o fato de as mulheres também terem um “instinto animal”. Acredito que o que define a tendência de alguém à poligamia ou monogamia é sobretudo a cabeça, ou seja, o fator psicológico, e não o biológico.

        Ah, e desculpe se eu peguei pesado no meu comentário lá em cima. É que senti a obrigação de defender minha classe.

        Abraços

        • Duarte Henrique disse:

          Imagine! A senhorita é sempre muito educada e dialética. Quando se discute racionalmente, por mais “pesado” que possar ser algum argumento, ele jamais é ofensivo.

          Abração!

  14. Josué flausino disse:

    “Deixo claro que esse é um texto para homens” tá vendo como mulher é CURIOSAA KKKKKKKKKKKK

    Brincadeirinhaaa

    • Milena disse:

      Josué, não é curiosidade. Acontece que toda vez que o Duarte cita a palavra “MULHER” nesse blog eu já olho para ver qual é a bomba, kkkkkkkkkkkkkkk

  15. waldson disse:

    Grande Duarte….
    Rapaz o treco aqui ta e bom em?
    Gostei muito do que vc escreveu, e vejo que no campo subjetivo essa coisa de muitas mulheres poderia ser muito interessante. kkkkkkk
    Mas quando volto pro campo objetivo, e comeco a refletir melhor, vejo que ter varias mulheres e coisa de homem sem muito cerebro e sem coracao.
    Salomao por exemplo no final de sua vida FICOU DOIDO!

    Eu , no meu entender, quando Deus fez a SUA MAIOR CRIACAO (pq fez um “melhoramento” do homen), que foi a MULHER, Deus deu a ela todos os direitos e obrigacoes de um homen!
    E ainda… nos homens devemos trata-las como o maior , o melhor e o mais incomparavel presente vindo das maos de Deus para a especiel humana masculina.

    MULHERADA vcs sao 1000000……………

  16. Álvaro Duarte disse:

    1º o Duarte é ADVOGADO é não BIÓLOGO, GENETICISTA… ou qualquer coisa parecida;
    2º generalizações são perigosas… TODAS AS MULHERES, TODOS O HOMENS… eu sou apenas um;
    3º o Duarte tem uma namorada e só uma! e vai casar com ela SE ELA PARAR DE ENROLAR ELE!! (foi mal cunhada)
    4º o Duarte leu mais do que deveria e agora está ficando maluco (ele deve estar fumando alguma coisa estragada)

    p.s.: aquela do contrato de pai para marido deu até dor nos rins!!!!!!

  17. Tiago disse:

    Achei muito interessante a abordagem do irmão Dário Estêvão…. Este é um assunto pouco comentado dentro das igrejas evangélicas, e que deveria ser mais ensinado aos jovens e adolescentes cristãos… Realmente, o padrão de vida sentimental escolhido por Isaque é um exemplo para as nossas vidas! Que Deus abençoe a todos por este texto tão edificante! Fiquem na paz do Senhor Jesus!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s