Igrejinhas da Moda…

Publicado: 07/03/2011 por Duarte Henrique em Devocionais, Reflexão
Tags:, , ,

Saudações amigos, a paz de Deus!

Escrevo a texto a seguir apenas para reflexão. Cuidado com o status…

Creio que, de um modo geral, todos nós já tivemos decepções na igreja (entenda-se igreja como sendo a comunidade cristã que freqüentamos). Nós da Assembléia de Deus não fugimos muito dessa situação. E não é para menos, afinal não é segredo para ninguém o fato de que uma série de infortúnios têm invadido nossa denominação nos últimos anos. Crise institucional, sectarismos dos mais diversos, alienação espiritual, politicagem dentro e fora da igreja e lideranças decrépitas são apenas alguns dos problemas que poderíamos citar. Não é de hoje que a Assembléia de Deus, e a maioria dos assembléianos estão perdidos no espaço. Não sabemos se somos “Sara Nossa Terra”, ou se somos “Congregação Cristã no Brasil”. Já não existem regras claras sobre usos e costumes – na verdade nem deveriam existir mesmo – nossos cultos são maçantes e petrificados etc. Não existe nada mais decadente do que um assembléiano querendo ser moderno, ser neopentecostal. Chega a ser ridícula nossa tentativa de imitação, mas os “cultos de libertação”, as “campanhas disso e daquilo” estão por aí em todo lugar, mostrando nossa chistosa tentativa de se “atualizar”. No entanto, reconheço que somos empurrados para essas práticas, pois já faz algum tempo que nossa denominação possui uma das maiores taxas de êxodo eclesiástico do Brasil. Quem aqui não conhece alguém que saiu da Assembléia de Deus e foi para alguma igreja neopentecostal? Eu conheço gente que já foi até para igreja católica… A evasão é algo empiricamente constatável, basta ver o que a Assembléia de Deus já foi, e o que é hoje. Pois bem, essa situação é fato.

Por outro lado, um tempo atrás me perguntaram para que igreja eu iria se saísse da Assembléia de Deus. Bom, não sei bem para igreja iria, porquanto as mais tradicionais também têm problemas (maçonaria, indiferença espiritual, burocratização da fé, intelectualismo vazio etc.). Se bem que da maçonaria a Assembléia de Deus também não está escapando…

Entretanto, se titubeio em saber para que igreja iria, de uma coisa tenho certeza: para que tipo de igreja jamais iria! Eu JAMAIS iria para as igrejas cujo os donos são pastores, bispos ou apóstolos! Como assim? Ora, estou me referindo às igrejas que mais crescem no Brasil, aquelas sustentadas no carisma de seus líderes fundadores.  As igrejas dos pastores empresários, marquetólogos, televisivos! Que disputam à ferro e fogo os membros umas das outras. Jamais colocaria minhas “patinhas” numa igreja dessas para ser membro. O método dessas igrejas é empresarial demais pra mim. Reunião de empresários para atrair os endinheirados, reunião dos solteiros para atrair os carentes, reunião as mais estapafúrdias possíveis, visando sempre arrebanhar o público mais fiel e útil, qual seja, a juventude, sempre apaixonada, devotada, alienada… Aceitam tudo que o líder fizer e disser, o defendem até no inferno, mesmo que ele sonegue o dinheiro que estava na bíblia…

Esse é o mal das lideranças carismáticas, com diria Max Weber. Essas pessoas se sustentam nesse tipo de liderança que, segundo o sociólogo alemão, é perigosíssima, pois faz com que as pessoas percam o bom senso e a crítica, se tornando facilmente manipuláveis. Nessas igrejas as palavras são sempre “proféticas”, falam sobre conquista, liderança, sobre os sonhos de deus pra mim etc. São vaziamente profundas. Mensagens esteticamente perfeitas, eticamente sofríveis!

Mas e daí? De que importa tudo isso se a moda é o status que essas igrejas trazem? Se é bacaninha colocar o adesivinho com o símbolo da igreja na traseira do carro para todo mundo ver que eu sou da igreja do fulano e da fulana? Sinceramente, eu acho que a espiritualidade cristã no Brasil nunca esteve tão esculhambada como está atualmente…

Pelo andar da carruagem, continuo onde estou, não porque morra de amores por minha denominação, aliás, sou um crítico ferrenho da estrutura atual. Continuo por aqui porque é o lugar onde encontro pessoas com quem gosto de conversar, tocar, jogar bola, discutir, enfim, manter amizade, o que acaba me aproximando mais de Deus, pois todas as vezes que me aproximo do meu próximo, me aproximo mais de Deus.

Espero não ter sido muito rude, mas certas coisas são patentes demais para serem ignoradas.

Abraços e boa semana!

Anúncios
comentários
  1. Fabrício disse:

    Rude não Duarte. Verdadeiro. Mas a verdade não desce lisa, desce rasgando.
    Não podemos nos calar.

  2. Josué flausino disse:

    Depois eu comento… ( Agora estou pulando o carnaval ) kkkkk

  3. Rômulo de Barros disse:

    Gostei do texto. Bom de se ler!

    A gente poderia trabalhar um ponto do texto: o que levam as pessoas sairem da Assembleia para alguma neopentecostal? Qual o perfil dessas pessoas?

    Vejo uma diferença interessante no êxodo assembleiano: dos que saem para neopentecostais e dos que saem para tradicionais (inclua-se as reformadas).

  4. Josué flausino disse:

    Ta bom.

    1º Para que serve a Igreja? Quando pequeno Eu aprendi que era um lugar onde cultuar a Deus, se isso for verdadeiro pra mim não importa a igreja. (pode até ser a igreja do show da fé).

    2º Igreja É um SILPLES lugar de encontro social. Se isso for verdadeiro, por favor, não gastem mais dinheiro com zeladores, conta de luz, água, som e etc. FECHEM AS IGREJAS. Usem a minha casa para essas reuniões sociais, ela está de portas abertas.

    3º ”Quem aqui não conhece alguém que saiu da Assembléia de Deus e foi para alguma igreja neopentecostal? “ Eu conheço e fico feliz por isso (pior seria se essa pessoa estivesse desviado. Não ??!)

    Uma coisa posso afirmar aos irmãos: Em poucas semanas aprendi muito mais em uma igreja neopentecostal (Ministério dá Fé), do que em anos na assembléia. (SERÁ QUE É POR CAUSA DA IGREJA ?? Ou seria falha minha que busco muito mais agora do que antigamente ?? o que é ”VERDADEIRO“ ??

    Coloco aqui o Ministério da Fé porque segundo as características citadas no texto ela é uma igreja neopentecostal.

    Rômulo por favor compartilhe comigo qual a ”diferença interessante no êxodo assembleiano: dos que saem para neopentecostais e dos que saem para tradicionais (inclua-se as reformadas).“ ??

    abraço

    • Roberto Cantanhede disse:

      Josué, acho que se as reuniões fossem na sua casa, logo alguém ia sugerir um lugar maior, para acomodar melhor e mais pessoas e começaria o culto Josuético XD; eu creio que toda igreja deveria ser um centro comunitário confessional. Tratar as pessoas da comunidade e ser responsável por elas. Vejo que a gente aprende mesmo, é na Bíblia. Igreja (com i minúsculo) não ensina; Deus, através da sua misericórdia, é que põe pessoas chamadas por Ele para falar aos nossos corações em algumas – poucas – oportunidades. Na maior parte do tempo, os crentes em geral ficam a mercê da graça comum… Ou seja, a mesma que faz prosperar o ímpio.

      • Josué Flausino disse:

        “culto Josuético” Gostei da idéia….

        “Tratar as pessoas da comunidade e ser responsável por elas.” FUNDAMENTAL

        Abraçoo

  5. Fabricio disse:

    Existe alguma igreja TOTALMENTE reformada Duarte?

  6. Duarte Henrique disse:

    Grandes Rômulo e Josué,

    Vocês colocaram pontos interessantes. Boa parte dos argumentos que podem ser utilizados para responder o Josué nascem de uma questão colocada pelo Rômulo, a saber: Qual o perfil das pessoas que saem da Assembléia de Deus e vão para uma neopentecostal ou uma tradicional. Bom, isso é só uma primeira hipótese bem rasa, mas acredito que aqueles que saem em busca de igrejas tradicionais representam um grupo que simplesmente se cansou das “conversinhas em cima do púlpito” e agora vão em busca de maior qualidade em termos de conteúdo não só nas mensagens, mas também na esfera de ensino como um todo. Já os que vão para as igrejas neopentecostais vão em busca de novos ares, principalmente em termos de usos e costumes, além de mensagens mais atualizadas.
    Agora as questões do Josué. 1) A igreja é o lugar de cultuar a Deus? Definitivamente não, principalmente se você conceber a palavra “igreja” se referindo a uma comunidade cristã em particular que se reúne num templo qualquer. O cristianismo é uma religião cosmológica e individual, portanto, o culto a Deus é algo feito cotidianamente por meio da minha vida, independentemente do lugar onde eu esteja. A reunião no culto é de comunhão, nada mais. 2) A igreja é um lugar de reunião social? Se você conceber igreja da forma como foi definida acima, e entender por reunião social algo que vise alguma espécie de comunhão, sim, a igreja é um lugar de encontro social. 3) O que me preocupa nobre Josué é o motivo que leva essas pessoas a procurar essas igrejas. Não estou dizendo que a decadência seja uma regra cabal, mas lhe afirmo que é muito difícil ter um encontro verdadeiro com o evangelho nessas igrejas, pois os pressupostos dos quais a maioria delas parte são pressupostos, ao meu sentir, equivocados, como expus no texto. É claro que com isso não estou dizendo que a Assembléia seja uma igreja ortodoxa, pelo contrário, na verdade é menos sofrível que as neopentecostais, mas não deixa de ter uma série de equívocos doutrinários, alguns muito graves…
    Por conseguinte, nem tudo que aprendemos na “igreja” é coerente. Não estou defendendo as igrejas tradicionais, mas definitivamente não dá para comparar a pregação, por exemplo, de um pastor presbiteriano ou batista (ambos tradicionais é claro) com a pregação de um pastor ou bispo da Sara Nossa Terra, Renascer em Cristo, Ministério da Fé, IURD, Silas Malafaia, Assembléia de Deus e tantas outras. É claro que existem exceções de ambos os lados, mas isso geralmente ocorre quando o tradicional começa a querer ser neopentecostal e vice-versa.

    Reconheço que assunto é extenso…

    Abração!

    • Roberto Cantanhede disse:

      Devo adorar em Samaria ou em Jerusalém? Sobre sua explicação do 1o ponto, Duarte, eu concordo com o Josué, mas diria que a igreja é “um” lugar de adorar a Deus e em hipótese alguma deve ser o único. Quanto ao êxodo, eu apontaria ainda dividira as origens da igreja, se for goiana, rigor dogmático e dá-lhe música uma atrás da outra e infinitos grupos cantarolando na liturgia. Já percebi que dificilmente quem não canta se integra numa assembléia madureira. Alguém também tem essa percepção?

  7. Paulynho disse:

    EXCELENTE DUARTE, ARREBENTOU

  8. Rômulo de Barros disse:

    Concordo com o DUARTE na diferenciação dos perfis. Por isso, para as neo vão os jovens; para as Tradicionais, os mais velhos.

    Em todas as minhas conversas com ex-assembleianos (90% em neopentecostais), o motivo que mais levaram em conta foi a disciplina eclesiástica.

  9. Álvaro Duarte disse:

    A fé, invariavelmente, é individual. As nossas relações com as igrejas não são o essencial de sermos ou não cristãos. Diga-se, de passagem, existem lugares onde as igrejas ou qualquer tipo de reunião de cunho religioso são proibidas. A minha relação com os homens não afeta a minha relação com Deus, mas o contrário, sim. Se o meu comportamento muda na igreja A ou B o que muda sou EU e não a igreja.

    • Josué flausino disse:

      Boas respostas.

      “As nossas relações com as igrejas não são o essencial de sermos ou não cristãos” GRANDEE Irmão do Duarte. É em que acredito!!!!

      Grande Pr. Duarte, se a resposta para “A igreja é o lugar de cultuar a Deus?” É “Definitivamente não”, então realmente não importa a igreja em que se frequenta. Pra que nos preocuparmos ?

      Disciplina nunca foi o motivo que me levou a frequentar o Ministério da Fé aos sábados (Fire Generation – culto dos jovens), afinal não temos tanta disciplina assim na assembléia de hoje.

      Vamos tirar os cânticos solo ou em conjunto da igreja porque em reuniões sociais fica melhor um CD tocando. E também quando se levantarem não diga que vão adorar a Deus, pra que ? é só uma reunião social, podemos fazer isso em outro lugar então.

      Vamos começar a ir de bermuda e sandália pra igreja, é só uma reunião social NÃO É A CASA DE DEUS, Porque Reverência ????

      Alegrei-me quando me disseram vamos a reunião social. AAA É verdade, isso é do antigo testamento, no novo não existe mais “a casa do senhor, NÓS somos a casa, o templo Né ?.

      Bora comentar ai galera. Cadê o pessoal do texto anterior? (28 comentários) ? Já sei foram para um blog neopentecostal kkkkkkk

      abraçooo

  10. Milena disse:

    Esse é um momento de desabafo. Vou confessar que nos últimos tempos me sinto em uma encruzilhada: sinto um amor muito grande pela Assembléia de Deus, e justamente por isso me machuca ver o que está acontecendo em nossa denominação; as vezes dá vontade de pular fora, mas ir para onde?
    A Assembléia sempre foi “famosa” por ser uma igreja que primava pelo estudo da palavra e pela impessoalidade (ou seja, não vivia de suas lideranças carismáticas), mas isso está mudando, com sua tentativa patética de entrar nos moldes dos evangélicos contemporâneos. O que eu quero dizer com isso? Simplesmente que o perfil do evangélico hoje é outro. São pessoas levadas por modinhas, sem profundidade espiritual, sem conhecimento da palavra…e as igrejas de hoje estão entrando nessa onda, estão se adaptando a ESSAS pessoas. Que decadência!

    Outro problema: A igreja era para ser um lugar de comunhão, mas POR FAVOR, ALGUÉM ME DIGA ONDE ESTÁ A COMUNHÃO!!!

  11. Josué Flausino disse:

    Oii Milema,

    Assembléia de Deus como referência em estudo da palavra ?? NUNCA VI ISSO. Pra mim ela é referência em “doutrina” usos e costumes. Sempre quando Eu falava que era da assembléia as pessoas respondia: (um… aquela igreja onde as mulheres usam saia grande ?!!).

    ” São pessoas levadas por modinhas, sem profundidade espiritual, sem conhecimento da palavra…”. Da uma olhada nesse video:

    esse jovem é do Ministério da fé. Pergunta qual modinha ele está seguindo ?!

    Mais uma coisa: Comunhão não é ser carregado no colo, ter amizade com todos, estar em todos os grupos. Se você espera isso na igreja ou em qualquer outro lugar por onde você anda, pode esperar sentada.

    abraçoo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s