Posts com Tag ‘cura da alma’

No Divã de Cristo

Publicado: 15/09/2011 por Duarte Henrique em Devocionais, Reflexão
Tags:, , ,

Saudações meus amigos.

Já faz tempo que venho meditando numa conhecida passagem bíblica: a da mulher samaritana. É um texto profundo, rico em lições e significados espirituais. Uma análise completa demandaria um livro inteiro, creio. Entretanto, gostaria de mencionar apenas um aspecto que minha leitura, algo sempre subjetivo é claro, revelou a mim. Caso lhes seja útil, façam bom uso. Senão, relevem ou mesmo ignorem. Como já disse é uma passagem conhecida. Portanto, furto-me ao dever de descrevê-la aqui. Entretanto, caso você não conheça a história ou não se lembre bem, remeto-lhe ao evangelho segundo escreveu João (4:1-42). Lá você encontrará a descrição da história.

A coisa que mais me chama a atenção nessa passagem é o fato de Jesus pedir àquela mulher que chamasse seu marido, muito embora soubesse que ela não tinha um. Ora, se Jesus sabia de antemão que a mulher já havia sido casada cinco vezes, e que o homem com quem vivia na ocasião não era seu marido, por que pediu a ela que chamasse seu marido? Estaria Jesus sendo sádico, brincando com os sentimentos daquela mulher? Uma leitura leviana do texto ignora essa questão, ou, no mínimo, a deixa sem resposta.

Entretanto, ao ler o texto com mais cuidado, surgiu para mim uma hipótese que revela a profundidade ímpar de Cristo. Logo na seqüência é possível entender que Jesus desejava ensinar uma verdade espiritual profundíssima àquela mulher: a verdadeira espiritualidade é livre de formas, tradições e modelos, sendo algo que nasce do íntimo do ser humano, de seu espírito, espontaneamente (21-23). É difícil imaginar algo mais profundo sobre espiritualidade humana do que esse ensinamento de Jesus.

Contudo, para que aquela mulher estivesse pronta para compreender essa colossal realidade espiritual era necessário que antes uma coisa fundamental acontecesse: sinceridade absoluta, principalmente para com ela mesma. Aqui entra o pedido de Jesus, bem como minha hipótese: na verdade, penso eu, o que Jesus queria daquela mulher era que, ao menos naquele momento fundamental de sua existência, ela fosse sincera consigo mesma e reconhecesse sua situação, quem de fato ela era. (mais…)